Com posse marcada para a próxima segunda-feira na Câmara de Joinville, Mauricinho Soares (MDB) pretende ter uma conversa com o prefeito Adriano Silva (Novo) nesta semana, provavelmente na quinta-feira. O futuro vereador quer uma atualização sobre o andamento de obras na cidade especialmente no Aventureiro. O emedebista já adianta sua posição em relação ao governo municipal. “Não serei oposição burra”, diz ele, garantindo postura de “independência”. Mauricinho foi vereador nas duas legislaturas anteriores e assumiu como suplente por um período na atual – agora, será efetivado.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A posse de Mauricinho foi definida após o comunicado da Justiça Eleitoral sobre a recontagem dos votos, após a cassação da chapa do DEM na eleição de 2020, incluindo o vereador Sidney Sabel. O ofício foi enviado ao Legislativo nesta quarta-feira. No início do mês, o TSE confirmou a cassação de Sabel em ação sobre duas candidaturas fictícias (apenas para cumprir cota de gênero) na eleição municipal – o vereador se mantinha no cargo por meio de liminar de 2021.

Com a posse de Mauricinho, o MDB passa a ter a maior bancada na Câmara de Joinville, com quatro parlamentares. A saída de Sabel reduz a oposição de sete para seis vereadores, pelo menos no atual cenário. A mudança tem um impacto em relação à abertura de CPIs: o quórum mínimo para instalação de comissão é de sete assinaturas.

Duplicação em Joinville tem mais um contrato assinado e está perto de iniciar

Continua depois da publicidade

Proposta em Joinville quer nova regra para futuros condomínios horizontais e loteamentos

Após pedidos, praia de SC ganha passarela

Proposta para novo binário em Joinville terá pesquisa pela internet

Duas cidades concentram 28% da frota de veículos eletrificados de SC

Como decreto poderá atender até 5 mil lotes em praia de SC

Ação sobre subsídio dos ônibus em Joinville chega ao STJ

Destaques do NSC Total