nsc
    nsc

    ATENDIMENTO HOSPITALAR

    Redução de internações em Joinville por Covid vai levar mais tempo

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    06/04/2021 - 12h38
    Joinville continua com lista de espera por vagas de UTI
    Joinville continua com lista de espera por vagas de UTI (Foto: Divulgação)

    Apesar da queda no número de casos ativos em Joinville, além da redução no número de pessoas com sintomas procurando testagem, o recuo nas internações hospitalares por Covid-19 ainda vai levar mais tempo para ocorrer. A Secretaria de Saúde de Joinville tem estimativa de que uma diminuição significativa só deve se consolidar no final do abril ou início de maio. Há motivos para a avaliação.

    > Joinville não muda medidas contra Covid-19 e prorroga decreto

    > Joinville tem mais pessoas com sequelas e monitoramento pós-Covid será ampliado

    > Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

    Joinville mantém mais de 300 internações há mais de dez dias. Pela atualização desta segunda-feira, são 315 pacientes em hospitais, sendo 165 em vagas de UTI. Na última sexta-feira, a cidade chegou a contar com 326 pessoas em atendimento hospitalar, o maior número desde o início da pandemia, no ano passado.

    Portanto, Joinville está em um patamar elevado da pandemia, com lotação das vagas de UTI. Além disso, a cidade conta com fila de espera para leitos de terapia intensiva e leitos clínicos. Até houve redução na demanda nos últimos dias, mas ainda são 66 pessoas (atualização de segunda-feira) à espera de uma vaga de UTI em Joinville. A maioria já está hospitalizada, mas precisa de uma nova modalidade de leito. Os demais pacientes estão em UPAs ou PA. Há também a espera pelos leitos clínicos.

    As variantes também trouxeram mais imprevisibilidade à pandemia, ou seja, as internações hospitalares nem sempre acompanham os casos ativos na proporção registrada no ano passado, por exemplo. Por causa dessas situações, a secretaria acredita que a redução nas internações deve levar ainda mais semanas para se efetivar de forma mais consistente.

    > Joinville quer concluir primeira fase da vacinação contra a Covid-19 em junho

    > Mulher que ficou à beira da morte com Covid-19 em Joinville celebra vida nova: "foi um milagre"

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas