nsc
    nsc

    Pesquisa

    Eleições 2020 Florianópolis: Ibope dá a Gean um favoritismo difícil de reverter

    Compartilhe

    Upiara
    Por Upiara Boschi
    05/10/2020 - 18h36 - Atualizada em: 05/10/2020 - 19h02
    Gean tem 29 pontos de vantagem sobre Angela Amin, segunda colocada, diz Ibope
    Gean tem 29 pontos de vantagem sobre Angela Amin, segunda colocada, diz Ibope (Foto: Clarissa Battistella)

    A primeira pesquisa Ibope sobre as eleições 2020 em Florianópolis mostra um quadro muito difícil para os adversários do prefeito Gean Loureiro (DEM), candidato à reeleição. Com 44% dos intenções de voto, segundo o instituto, o demista não só aparece com amplo favoritismo, como mostra fôlego até para vencer a disputa ainda em primeiro turno.

    > Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

    Em um segundo pelotão, o Ibope mostra os adversários mais estruturados do prefeito. A deputada federal Angela Amin (PP) tem 15% das intenções de voto, seguida por Pedrão (PL), com 9%, e Elson Pereira (PSOL), com 7%. Como a margem de erro da pesquisa é de quatro pontos percentuais, Angela, Pedrão e Elson estão tecnicamente empatados.

    Os demais candidatos estão em um terceiro pelotão. Alexander Brasil (PRTB), Ricardo Vieira (Solidariedade), Gabriela Santetti (PSTU), Hélio Bairros (Patriota), Jair Fernandes (PCO) e Orlando Silva (Novo) aparecem todos empatados com 1%. Brancos e nulos somam 10%, mesmo percentual dos eleitores indecisos.

    A pesquisa Ibope mostra que o fôlego de Gean pode ser explicado pela própria gestão como prefeito da Capital. Os eleitores entrevistados que consideram a gestão ótima ou boa chegam a 58%. Outros 32% consideram o governo regular e apenas 9% apontam a administração como ruim ou péssima.

    Os números da pesquisa Ibope contratada pela NSC Comunicação e divulgados nesta segunda-feira no NSC Notícias colocam um peso extra de importância no horário eleitoral gratuito, que começa na sexta-feira. Angela Amin e Elson Pereira, graças a suas coligações, terão mais espaço que Gean nos programas eleitorais e inserções durante as programações de rádio e televisão. O trio terá cerca de 75% da exposição no horário eleitoral, o que dificulta ainda mais as chances dos demais candidatos de alcançarem o eleitor.

    Outra peculiaridade da disputa é a fragilidade dos possíveis cabos eleitorais externos. Tanto o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) quanto o governador Carlos Moisés (PSL) apresentam avaliação negativa superior à positiva nos números do Ibope. Entre os eleitores florianopolitanos, o presidente Bolsonaro tem 33% de ótimo e bom, 18% de regular e 47% de ruim e péssimo - 1% não souberam avaliar. Enquanto isso, o governador Moisés tem 21% de ótimo e bom, 32% de regular e 44% de ruim ou péssimo - 4% não souberam avaliar.

    O desempenho dos eleitos da onda 17 de 2018 pode atrapalhar quem deseja atrelar sua candidaturas - especialmente os bolsonaristas Hélio Bairros e Alex Brasil, que miram o eleitor que votou no presidente. O PSL de Moisés apoia a candidatura de Angela Amin, de forma discreta, sem participação na chapa majoritária.

    Receba os textos, lives, podcasts e comentários na tevê de Upiara Boschi no Telegram clicando no link: https://t.me/upiaransc.

    Para receber no WhatsApp, é só clicar em https://bit.ly/3hJOi9y

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas