A polícia investiga as causas da morte do advogado criminalista identificado como Carlos Eduardo Martins Lima que foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira (2), em Florianópolis. 

Continua depois da publicidade

> Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

O corpo do homem de 31 anos estava com perfurações na área da cintura e foi localizado por volta das 6h, em uma servidão no bairro Rio Vermelho, no Norte da Ilha, segundo a polícia. 

O carro de Carlos Eduardo, uma BMW branca, foi achado por policiais ainda na tarde desta quarta-feira, no mesmo bairro onde estava o corpo. Segundo a Polícia Civil, o veículo estava abandonado em uma região de mata próximo ao terminal lacustre do Rio Vermelho. 

O delegado Ênio Mattos, titular da delegacia de Homicídios, disse em entrevista ao g1 SC que um inquérito foi aberto para investigar o crime. De acordo com a Polícia Civil, a causa da morte, segundo o médico legista que examinou o corpo, foi politraumatismo causado por múltiplos ferimentos com objeto perfurante.

Continua depois da publicidade

Nesta quinta-feira (3), testemunhas devem ser ouvidas e até a manhã desta quinta-feira, nenhum suspeito havia sido detido, segundo informações da Polícia Cicil dadas ao g1 SC. 

Por meio das redes sociais, amigos e familiares publicaram homenagens para o rapaz. 

“Ahhh meu amigo, porque vc se foi? Às vezes Deus tem seu plano, cabe a nós nos conformarmos com a tua ida… descanse em paz , meus sentimentos a família.”, escreveu uma internauta. 

“Grande Kadu….descansa em paz meu velho e obrigado pelos conselhos nos momentos que precisei… vc foi um cara do bem, nunca desfez da tua cultura nem das amizades de Bagé……vai em paz que Deus conforte todos os amigos da familia”, publicou outro amigo do advogado.

Leia também

Uso de máscaras não será mais obrigatório nas escolas de SC

Mãe abandona bebê em SC e deixa carta em caixa de papelão: “Por favor, cuidem dela”

Entenda os motivos da guerra entre Rússia e Ucrânia

Destaques do NSC Total