O cancelamento dos voos de Santa Catarina para Porto Alegre não foi o único impacto do fechamento do Aeroporto Salgado Filho, na capital gaúcha, ocorrido em função das chuvas históricas que provocam alagamentos, estragos e mortes no Rio Grande do Sul. Os terminais de cidades catarinenses se tornam alternativas para viagens de pessoas que tinham o estado gaúcho como destino ou local de partida. O aeroporto de Porto Alegre, com pista e terminal atingidos por alagamentos, deve permanecer fechado até o dia 30 de maio, segundo estimativa divulgada nesta segunda-feira (6).

Continua depois da publicidade

Entre na comunidade exclusiva de colunistas do NSC Total

Um dos impactos registrados até o momento foi o anúncio de voos extras nos aeroportos de Santa Catarina. A Zurich Airport, que administra o Aeroporto Internacional de Florianópolis, informou que até o momento há dois voos extras previstos para esta terça-feira (7), com destino ao aeroporto de Viracopos, em Campinas, a cerca de 100 quilômetros de São Paulo. Os voos serão operados pela companhia aérea Azul e vão atender passageiros que sairiam do aeroporto de Porto Alegre, mas que agora irão viajar partindo de Florianópolis.

Segundo a Zurich, do ponto de vista de infraestrutura, o Aeroporto Internacional de Florianópolis tem capacidade para atender o dobro da demanda atual, o que traz conforto para absorver esta demanda eventual. “As companhias aéreas estão reforçando o efetivo para auxiliar no atendimento, e estamos colaborando para garantir a melhor experiência a esses passageiros. Mais detalhes podem ser obtidos diretamente com cada companhia”, diz a administradora em nota.

O Aeroporto de Jaguaruna, no Sul de Santa Catarina, ainda não teve voos extras registrados, mas um voo regular da Azul que desembarcou no município já utilizou um avião maior do que o normal, modelo A320, que possibilita transportar um número maior de passageiros. Nesta terça-feira (7), a Azul confirmou que deve continuar utilizando essa aeronave até 13 de maio.

Continua depois da publicidade

Segundo fontes do setor, companhias aéreas discutem possíveis novos voos para Jaguaruna, mas até o momento não há nenhuma operação confirmada.

Nos aeroportos de Navegantes e Joinville, não há aumento no número de voos ou passageiros em função do fechamento do aeroporto de Porto Alegre. O maior reflexo sentido até o momento é na chamada aviação geral, com aviões particulares de empresários. O número de operações nesse segmento tem aumentado especialmente em razão de aeronaves que transportam doações para as vítimas da chuva no Estado gaúcho. Nesta segunda-feira a concessionária CCR, que administra os dois aeroportos, anunciou a isenção de taxas para voos com finalidades humanitárias.

O aeroporto de Chapecó informou que não teve aumento no número de voos e que as operações até o momento estão normais, conforme a programação.

Voos de SC para Porto Alegre são cancelados até sexta-feira; veja orientações das companhias

Alternativas para sair do RS

Passageiros que tinham viagens marcadas com partida do aeroporto de Porto Alegre também buscam alternativas para deixar o Estado. O animador de festas Paulo Augusto Vieira, conhecido nas redes sociais como Tio Paulinho, viajou para participar do casamento de um familiar no início da semana passada, em Gramado (RS), na Serra Gaúcha.

Continua depois da publicidade

Com o aumento das chuvas e os alagamentos que atingiram todo o Estado, acabou permanecendo no Estado. O voo de volta para a Bahia, onde mora, estava marcado para o domingo (5), mas foi remanejado primeiro para terça-feira e, neste domingo, foi reagendado somente para o dia 13. Com a nova mudança, o animador passou a estudar alternativas, e descobriu que ir de carro até Santa Catarina para voar a partir do aeroporto de Florianópolis era uma das melhores opções.

Nesta segunda-feira (6), ele veio de carro do Rio Grande do Sul até Florianópolis e conseguiu reagendar o voo de volta partindo da capital catarinense, para esta terça-feira.

— Estávamos com medo das condições da estrada. Meu irmão veio ontem (domingo), com um guia em um comboio de cinco carros. Estava tranquilo, e hoje decidimos vir também. A melhor opção acabou sendo ir para Florianópolis — conta.

Água atingiu escadas rolantes do terminal do Aeroporto de Porto Alegre (Foto: Fraport, Divulgação)

Em nota divulgada nesta segunda-feira, a Latam anunciou que os passageiros que tinham viagem com partida ou chegada prevista para Porto Alegre podem remarcar sem custos as passagens para os aeroportos de Florianópolis, Jaguaruna ou Caxias do Sul (RS), ou mesmo optar pelo cancelamento com reembolso integral. A Latam afirmou que a operação da companhia continua normal nos aeroportos de Caxias do Sul e Passo Fundo, ambas no Rio Grande do Sul, e que os clientes devem ficar atento às orientações da companhia com base na previsão de retomada de voos da capital gaúcha.

Continua depois da publicidade

A Azul também informou que vai permitir a flexibilidade nos voos impactados pelas chuvas no Rio Grande do Sul, sem multas e diferença tarifária.

A Azul informou em nota que vai oferecer voos extras para outros aeroportos da região para atender eventual demanda decorrente do fechamento do aeroporto de Porto Alegre, mas não deu detalhes sobre as possíveis novas operações.

Além dos novos voos anunciados, os voos regulares e diários, operados de Florianópolis para Porto Alegre, estão cancelados até a reabertura do aeroporto gaúcho. As principais companhias aéreas também confirmaram o cancelamento das operações para Porto Alegre pelo menos até sexta-feira (10).

Leia também

“Temos que escolher quem salvar”, diz policial de SC que atua no resgate das vítimas no RS

Continua depois da publicidade

Entenda causas de uma das piores tragédias climáticas do RS que deixa mortos e desalojados

Nível do rio sobe e água invade rodoviária, ruas e CTs de Grêmio e Inter em Porto Alegre

Destaques do NSC Total