nsc
santa

Crime

Andarilho acusado de zoofilia contra cachorra é preso em Itapema

Ele foi flagrado violentando uma cadela mais de uma vez em Catanduvas, de acordo com a Polícia Civil; casos foram flagrados por câmeras

13/04/2022 - 15h47 - Atualizada em: 13/04/2022 - 15h49

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Imagem de câmera de segurança registrou crime
Imagem de câmera de segurança registrou crime
(Foto: )

Um homem de 45 anos foi preso nesta terça-feira (12) em Itapema, no Litoral Norte de Santa Catarina, acusado de zoofilia. Ele era procurado pela polícia desde a semana passada, quando a Justiça decidiu mandá-lo para a cadeia por fazer sexo com uma cachorra na cidade de Catanduvas, no Oeste do Estado.

Os crimes foram registrados por uma câmera de segurança.

> Acesse para receber as notícias do Santa por WhatsApp

A delegada Fernanda Gehlen da Silva conta que a investigação começou em fevereiro. Imagens ajudaram a identificar o homem, que por mais de uma vez invadiu o pátio de uma casa, entrou no canil e violentou a cadela. Entretanto, ela argumenta que naquele momento não havia motivos para pedir a prisão do suspeito.

O inquérito foi concluído e enviado ao Ministério Público, que aceitou a denúncia e o processo estava tramitando normalmente. Até que no começo de abril o episódio se repetiu. A Justiça então emitiu uma ordem de prisão, mas o homem já havia desaparecido e órgãos públicos foram alertados da situação.

Nesta terça-feira (12), quando ele apareceu no serviço social pedindo ajuda com uma passagem, acabou preso. A delegada conta que o homem é um andarilho. Em Itapema disse que precisava viajar a Catanduvas, onde cometeu zoofilia, para encontrar o irmão, mas Fernanda diz que ele não tem parentes na cidade.

Agora o acusado vai aguardar decisão da Justiça, se fica no Litoral ou se será transferido ao presídio de Joaçaba enquanto aguarda julgamento. A delegada conta que o alvo do homem era sempre a mesma cachorrinha. O animal foi levado ao veterinário pelos tutores e está recebendo atendimento. 

Pena branda

Zoofilia é considerada um crime de maus-tratos aos animais, com pena prevista de dois a cinco anos de cadeia. Uma reportagem recente do Santa mostrou que um a cada 20 casos que chega à polícia em Santa Catarina vira condenação. 

Conforme o levantamento, entre 2017 e fevereiro de 2022, a Polícia Civil do Estado abriu mais de 3,3 mil inquéritos envolvendo crimes contra animais. Neste mesmo período, houve 167 condenações na Justiça. Na maioria delas a punição se resumiu a multa.​

Leia também

> O que já se sabe sobre o caso do serial killer de animais em Campos Novos

> Cão morre arrastado por quilômetros em Indaial; assista ao vídeo

Colunistas