nsc
dc

Pandemia

Após ficar intubada ao lado do filho, morre mãe do primeiro catarinense transferido ao ES por Covid-19

Margarida Pegoraro, 72 anos, estava na UTI do Hospital Regional do Oeste, mas não resistiu às complicações da doença

01/04/2021 - 16h22 - Atualizada em: 01/04/2021 - 16h33

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Ambos foram intubados juntos por consequência do coronavírus
Ambos foram intubados juntos por consequência do coronavírus
(Foto: )

A mãe do primeiro paciente de Santa Catarina transferido a um hospital do Espírito Santo, no início de março, por causa da falta de leitos de UTI, também morreu vítima de Covid-19. Margarida Pegoraro, 73 anos, estava internada desde fevereiro. A morte ocorreu por volta das 4h da manhã desta quinta-feira.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

> Confira os horários com mais movimento em rodovias de SC no feriadão de Páscoa

Daniel Pegoraro, caminhoneiro de 34 anos que foi o primeiro dos cinco catarinenses a ser transferido para um hospital do Espírito Santo, morreu no dia 6 de março, três dias depois de ser transferido em um voo.

Mãe e filho chegaram a ficar intubados juntos em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Chapecó, enquanto aguardavam por leitos de UTI.

A viúva de Daniel, Eliane Schmitz Pegorari, conta que ele e a mãe dele começaram a sentir os sintomas praticamente juntos. Ele teria sido internado em 24 de fevereiro e ela, no dia 25.

Daniel foi transferido para o Espírito Santo, e Margarida permaneceu à espera de uma vaga. Ela conseguiu internação em um leito de UTI no Hospital Regional do Oeste, onde ficou praticamente todo o mês de março. Na madrugada desta quinta-feira, não resistiu.

> Santa Catarina teve 305 mortes na fila de espera por UTIs entre janeiro e março

Conforme Eliane já havia relatado ao portal G1SC no início de março, o caminhoneiro aguardou por sete dias uma vaga em UTI ao lado da mãe em um leito de terapia intensiva provisório criado na UPA de Chapecó. No dia 3 de março, foi o primeiro catarinense a ser transferido para o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, no município de Serra, no Espírito Santo, que ofereceu vagas a Santa Catarina no início de março.

O sepultamento de Margarida ocorreu na manhã desta quinta-feira, com breve velório apenas para os familiares.

SC transferiu cinco pacientes para o ES

No total, cinco pacientes de SC foram transferidos para o Espírito Santo. A previsão era de que 16 pessoas fossem deslocadas, mas as transferências foram encerradas após um aumento de demanda nas unidades hospitalares do Estado capixaba. Quatro desses cinco pacientes morreram: além de Daniel, as vítimas foram Ivani Oliveira Ratkiewcz, de 63 anos, Hércules Antonio Senger, de 59 anos, e um morador de Chapecó que não teve o nome divulgado até a data do óbito.

> Propaganda emocionante sobre a pandemia viraliza e faz muita gente chorar

> Furacão em Santa Catarina? Entenda a previsão do tempo

Santa Catarina ainda atravessa momento de lotação nas UTIs dos hospitais. Segundo o boletim desta quarta-feira (31) do governo do Estado, havia 290 pessoas à espera de vagas de terapia intensiva. O maior número está no Norte de SC, onde 86 pacientes aguardam por um leito.

SC tem até o momento 10.885 e 806.929 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia.

Leia também

> Garopaba só vai receber turistas que comprovem reservas para feriado de Páscoa

> Por que os preços do arroz e feijão continuam caros, apesar da nova safra

> SC recebe mais de 300 mil doses da vacina contra Covid-19 nesta quinta

Colunistas