nsc
santa

Crime no Sul

Preso em Blumenau 12º suspeito de envolvimento no assalto a banco em Criciúma

Ele estava escondido em uma pousada no bairro Vila Nova; polícia apreendeu R$ 26,5 mil em dinheiro

05/12/2020 - 07h52 - Atualizada em: 05/12/2020 - 17h33

Compartilhe

Augusto
Por Augusto Ittner
Suspeito estava escondido em uma pousada na Vila Nova.
Suspeito estava escondido em uma pousada na Vila Nova.
(Foto: )

Uma operação na madrugada deste sábado (5) prendeu em Blumenau o 12º suspeito de envolvimento no assalto a banco em Criciúma, no Sul do Estado, crime ocorrido na última terça-feira (1º) e que aterrorizou Santa Catarina. Informações obtidas pelo Santa junto à Polícia Militar indicam que o homem estava hospedado em uma pousada no bairro Vila Nova, com o objetivo de se esconder das autoridades.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

O trabalho policial envolveu agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope). Com o suspeito havia R$ 26,5 mil em espécie, um carro recém-adquirido — que foi pago em dinheiro vivo, conforme a PM —, diversos chips de celulares, um caderno com anotações financeiras, dois celulares e “demais elementos que o ligam com o crime”. A polícia não especifica quais são esses “elementos” para não atrapalhar as investigações.

> "Um policial fora da curva e um pai exemplar", diz colega sobre PM baleado em assalto em Criciúma

Informações obtidas pela NSC TV apontam, ainda, que o homem preso seria um dos responsáveis pela organização do assalto a banco em Criciúma.

Dinheiro localizado na pousada, junto com o suspeito.
Dinheiro localizado na pousada, junto com o suspeito.
(Foto: )

O que já se sabe sobre o assalto

Quatro dias depois do maior assalto de Santa Catarina, ocorrido em Criciúma, na madrugada de terça-feira (1º), a Polícia Federal e Polícia Civil de Santa Catarina continuam a investigação sobre o crime e apuram as ligações com facções e lavagem de dinheiro. 

Ao todo, foram localizados mais de R$ 1 milhão e 12 suspeitos — já contando o de Blumenau — foram presos.

A recuperação da quantia roubada iniciou na mesma madrugada da ocorrência. Quatro homens foram detidos por furtarem as cédulas abandonadas pelos criminosos, com cerca de R$ 810 mil. Ainda no mesmo dia, a polícia recolheu R$ 300 mil espalhados pelas ruas de Criciúma.

Clique aqui e veja a linha do tempo do pós-assalto

Na quarta-feira, foram encontrados dois homens na BR-116 em São Leopoldo (RS) com R$ 8,1 mil e três homens na divisa entre Torres (RS) e Passo de Torres (SC), com R$ 49 mil. Somando as quantias recolhidas pela polícia, o total recuperado até o momento é de R$ 1,1 milhão.

Colaborou Antônio Neto, NSC TV

Leia também

Novo cangaço: o que é o termo usado para ação de quadrilhas em SC

Assalto em Criciúma: quando, onde e como os suspeitos foram presos

Rádio de Criciúma recebeu ameaças durante assalto e precisou interromper transmissão

Colunistas