nsc
santa

Páscoa

Blumenau quer bater recorde no Guinness de maior Osterbaum do mundo

Árvore deste ano foi decorada com mais de 140 mil casquinhas artificiais

13/05/2022 - 15h32

Compartilhe

Por Giulia Machado
Osterbaum de 2022 foi montada no Parque Ramiro Ruediger
Osterbaum de 2022 foi montada no Parque Ramiro Ruediger
(Foto: )

Blumenau enviou ao Guinness World Records os dados sobre a Osterbaum montada na Páscoa 2022 no Parque Ramiro Ruediger. O objetivo é bater o recorde de árvore com o maior número de casquinhas artificiais do mundo. Segundo contagem do município, foram 140.478 casquinhas penduradas na árvore.

> Acesse para receber as notícias do Santa por WhatsApp

Para fazer a contagem oficial, a prefeitura contratou uma empresa de Curitiba que é especializada em registrar recordes nacionais. De acordo com a fiscal da equipe, Elisângela Arruda, a contagem levou cinco dias ao todo, pois foi necessário contar uma por uma para oficializar o número.

Agora que a quantidade foi validada pela Rank Brasil, o Guinness deve avaliar os dados.

Para o secretário de Turismo e Lazer, Marcelo Greuel, se o livro de recordes considerar esta a maior Osterbaum do mundo, a cidade pode atrair mais turistas de outros lugares e impulsionar a Páscoa em Blumenau.

Segundo o município, a licitação previa ainda mais casquinhas, mas alguns galhos quebraram durante o transporte, o que fez com que faltasse espaço para que todas fossem penduradas.

Osterbaum de Pomerode

A Osterbaum de Pomerode é conhecida por manter desde 2017 o título de maior do mundo, mas não deve competir diretamente com a de Blumenau. Elas se diferenciam por um fator: as casquinhas da árvore pomerodense são naturais, enquanto as de Blumenau são artificiais. As duas são montadas na época da Páscoa.

Neste ano a Osterbaum de Pomerode teve mais de 100 mil casquinhas pintadas à mão.

* Sob supervisão de Augusto Ittner

Leia também

Confira os recordes mais estranhos e bizarros do Guinness Book

Cervejaria Balbúrdia vai abrir primeiro bar fora de Blumenau

'Morte' surpreende pedestres em Blumenau e alerta para perigos no trânsito

Cartório de Blumenau muda de mãos pela segunda vez em três anos

Colunistas