nsc
dc

Evasão escolar

Bolsa Estudante em SC: o que você precisa saber sobre o auxílio financeiro

Projeto será encaminhado à Alesc depois de 10 mil estudantes deixarem de estudar em 2021 no Estado

22/09/2021 - 13h55 - Atualizada em: 22/09/2021 - 14h12

Compartilhe

Gabriela
Por Gabriela Figueiredo
Bolsa Estudante pode ser liberado ainda este ano.
Bolsa Estudante pode ser liberado ainda este ano.
(Foto: )

Estudantes do ensino médio e do programa Educação de Jovens e Adultos (EJA) poderão receber auxílio financeiro para permanecerem estudando. O Bolsa Estudante foi anunciado na segunda-feira (20) pelo governo do Estado, que prometeu um investimento total de R$ 375 milhões por ano para combater a evasão escolar. A expectativa do Estado é beneficiar aproximadamente 60 mil alunos matriculados nas categorias contempladas.

> ​Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

De acordo com o secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro, o projeto de lei com os detalhes do Bolsa Estudante deve ser enviado à Assembleia Legislativa até a próxima sexta-feira (24). A medida vai passar pela análise de comissões, votações em plenário para depois ser sancionada pelo governo. 

A reportagem selecionou as principais dúvidas expostas nas redes sociais sobre o programa que está em análise no Lesgislativo. Confira as respostas:

Quem poderia beneficiado? Estudantes cujas famílias tenham renda total, igual ou inferior a quatro salários mínimos, ou até meio salário mínimo por integrante.

Quanto seria pago para cada estudante? A proposta é que o auxílio seja anual e tenha o valor de R$ 6.250, dividido em 11 pagamentos mensais de R$ 568, entre fevereiro e dezembro.

Quais seriam os critérios de elegibilidade para a bolsa? O estudante deverá estar devidamente matriculado em uma unidade escolar da rede pública estadual de ensino.

O estudante que saiu da escola, poderá concorrer a bolsa? O aluno deve estar matriculado na rede pública estadual por, no mínimo, 30 dias antes do término do ano letivo. Isso significa que o estudante que parou de frequentar a escola, deve voltar até o final de 2021 para se tornar elegível.

Quem foi transferido para a rede pública estadual no decorrer do ano poderá concorrer? Em caso de ingresso na rede pública estadual no decorrer do ano, o aluno deverá comprovar frequência na escola anterior, no patamar mínimo de 75%.

Existirá algum critério para permanecer recebendo o benefício? O estudante precisará atingir o mínimo de 75% de assiduidade no período.

Como seria feito o pagamento? Os pagamentos serão realizados por meio de depósitos bancários na conta do aluno ou seu responsável legal.

Como se inscrever? Quando o edital for liberado, a inscrição e seleção dos alunos para o programa Bolsa Estudante será feita por editais públicos lançados pela SED anualmente. A data do lançamento do primeiro edital depende da aprovação do PL na Alesc.

Mais detalhes, como o critério de desempenho para permanecer recebendo a bolsa, serão estabelecidos no edital que será lançado caso o PL seja aprovado.

De acordo com a Secretaria de Educação, 10 mil alunos pararam de frequentar a escola em 2021 em função da pandemia. Aproximadamente dois mil retornaram às salas de aula. O Estado cogita abrir as inscrições para o Bolsa Estudante ainda este ano, dependendo do tempo que levar a apreciação da ideia na Alesc. 

Leia também

SC acerta com o Bolsa Estudante; desafio agora é das prefeituras

Por que o alargamento da praia em Balneário Camboriú atraiu tubarões

Aglomeração em ambulatórios de Blumenau é mau presságio

Conheça os 16 animais mais estranhos e raros vistos em SC

Colunistas