nsc
    dc

    Após encontro em Florianópolis

    Bolsonaro pede que criança de SC com doença rara faça teste de Covid-19

    Presidente tirou fotos com o garoto e permaneceu a seu lado em reunião durante passagem por SC no sábado

    08/07/2020 - 11h50 - Atualizada em: 08/07/2020 - 12h11

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    Jair Bolsonaro e José Henrique
    O presidente Bolsonaro e o menino José Henrique, em Florianópolis, no sábado
    (Foto: )

    Diagnosticado com o novo coronavírus nesta terça-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro entrou em contato com a família de um garoto de sete anos com quem se encontrou em Santa Catarina no último sábado (4) e alertou que a criança faça o teste para Covid-19, afirma a mãe do menino. José Henrique é portador de osteogênese imperfeita, uma doença rara que provoca fragilidade nos ossos e faz com que eles se quebrem facilmente. Os pais dele também foram orientados a fazer o exame. 

    > Entidades se manifestam contra indicação de ivermectina para pacientes com Covid-19

    O encontro entre Bolsonaro e José Henrique ocorreu durante a rápida passagem do presidente por Santa Catarina para avaliar os estragos provocados pelo ciclone bomba. O presidente tirou fotos ao lado do menino, que o acompanhou durante entrevistas e conversas com apoiadores no Aeroporto Internacional de Florianópolis. 

    O garoto também permaneceu ao lado do presidente durante uma breve reunião com autoridades em uma sala do aeroporto. Apesar do uso da máscara, medidas de distanciamento social não foram respeitadas.

    Em entrevista ao Diário Catarinense nesta quarta-feira (8), a mãe de José Henrique, Flávia Bressan, de Tubarão, no Sul catarinense, disse que a família viajou a Florianópolis para encontrar Bolsonaro a convite do próprio presidente, de quem o menino é fã.

    De acordo com a mãe, o contato com a orientação para o teste de Covid-19 foi feito por assessores do presidente. Primeiro, na segunda-feira (6), quando Bolsonaro ainda não tinha a confirmação de coronavírus, e outra vez nesta terça, após o teste para Covid-19 dele ter dado positivo.

    A reportagem do DC entrou em contato com a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), mas não obteve retorno até esta publicação.

    Jair Bolsonaro em Florianópolis
    Bolsonaro com o menino José Henrique durante reunião em sala no Aeroporto de Florianópolis
    (Foto: )

    De acordo com Flávia, após a orientação, a família procurou a policlínica de Tubarão para fazer o exame, e aguarda um contato para que o teste seja realizado. Ela diz que a família está bem, apesar do "susto inicial" com a confirmação do teste do presidente. 

    — O José no domingo deu tipo uma gripe, eu dei remédio para ele, e eu e meu esposo estamos com dor de cabeça e dor no corpo. Estou com muita tosse. Febre a gente não teve. Mas não fiquei com medo, não, o presidente está superbem. Levamos aquele susto, mas normal — disse.

    > Análise: Moisés se espelha em Bolsonaro e esquece que Estado também responde pela gestão da pandemia

    Ainda segundo Flávia, o filho começou a ter contato com o presidente da República após a criança receber o diagnóstico de osteogênese imperfeita, em setembro do ano passado, através de um assessor de Bolsonaro que é próximo à família. 

    O diagnóstico de Bolsonaro para coronavírus nesta terça ocorre após o presidente passar meses minimizando os riscos da doença e fazendo declarações contra as medidas de prevenção ao vírus.

    Ele chegou a chamar a doença de ‘gripezinha’, apareceu diversas vezes em público sem máscara, provocou aglomerações e criticou governadores que adotavam medidas mais duras de isolamento social.

    > O que está por trás da pressa de Bolsonaro na visita a SC

    Na passagem por Santa Catarina, Bolsonaro usou máscara, mas as orientações de distanciamento social não foram cumpridas. Parlamentares que estiveram com ele estão em isolamento.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas