nsc
dc

Jogos Olímpicos

Brasil fica com a prata ao perder dos Estados Unidos final no vôlei feminino

Rosamaria Montibeller, catarinense de Nova Trento, foi destaque na competição

08/08/2021 - 02h07 - Atualizada em: 08/08/2021 - 02h27

Compartilhe

Fernanda
Por Fernanda Mueller
Seleção brasileira chegou de forma invicta à final
Seleção brasileira chegou de forma invicta à final
(Foto: )

A seleção brasileira feminina de vôlei conquistou a medalha de prata nas Olimpíadas de Tóquio 2020 após derrota para os Estados Unidos por 3 sets a 0 (parciais de 25/21, 25/20 e 25/14), na madrugada deste domingo, em pouco menos de 1h30 de jogo. Apesar do revés, a catarinense Rosamaria Montibeller foi destaque durante o torneio. 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Foi a terceira final olímpica entre as equipes. Nas outras duas, o Brasil tinha conquistado a medalha de ouro. Isso aconteceu nos títulos em Pequim 2008 e Londres 2012. Agora, além de ficar com a prata, a seleção brasileira viu encerrar a invencibilidade na disputa.

Na decisão, o jogo coletivo do Brasil não foi páreo para a superioridade das americanas. Os Estados Unidos se impôs desde o inicio do jogo e deu poucas oportunidades ao time de José Roberto Guimarães. 

Pelos Estados Unidos, Drews fez 15 pontos, enquanto Bartshc-Hackley anotou 14 e Larson outros 12. Pelo lado do Brasil, Fernanda Garay foi a maior pontuadora com 11, enquanto que Gabi fez 10 e Rosamaria outros oito.

Catarinense foi destaque 

A catarinense de Nova Trento, Rosamaria Montibeller, 27 anos, foi destaque nos Jogos. Ela chamou a atenção sobretudo no jogo de quartas contra a equipe do Comitê Olímpico Russo (ROC) quando entrou em quadra em um momento crítico para a seleção brasileira e foi fundamental para a virada no jogo

O nome da catarinense foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter pela depois que ela fez uma série de pontos no jogo. A vibração dela durante as partidas também chamou a atenção. 

O pai da atleta, Roque Montibeller, afirmou em entrevista ao GE que o desempenho da filha marcou a consolidação de Rosamaria no vôlei. 

— Foi um grande jogo. Acho que hoje minha filha se consagrou. A gente estava esperando essa explosão. Estamos muito contentes pela ascensão da Rosamaria. Ela se consagrou. Para você substituir uma Tandara e fazer o que ela fez hoje… foi a consolidação da Rosamaria como jogadora de vôlei em nível mundial — disse.

Leia também​

Confira o quadro de medalhas das Olimpíadas Tóquio 2020

Pedro Barros chega com festa a Florianópolis após conquistar a prata em Tóquio​

5 atletas olímpicos do Brasil que também se destacam como youtubers​​

Tóquio 2020: relembre as aberturas mais marcantes das Olimpíadas

Colunistas