nsc
dc

TÓQUIO 2020

Brasil vence Rússia de virada no vôlei feminino e avança à semifinal das Olimpíadas

Atuação da catarinense Rosamaria Montibeller foi destaque na partida

04/08/2021 - 10h42 - Atualizada em: 04/08/2021 - 11h04

Compartilhe

Fernanda
Por Fernanda Mueller
Atuação da catarinense de Nova Trento, Rosamaria Montibeller, 27 anos, foi destaque na partida
Atuação da catarinense de Nova Trento, Rosamaria Montibeller, 27 anos, foi destaque na partida
(Foto: )

A seleção brasileira feminina de vôlei venceu a equipe do Comitê Olímpico Russo (ROC) no jogo de quartas de final das Olimpíadas de Tóquio nesta quarta-feira (4). Com a vitória, o time conquistou uma vaga na semifinal e vai encarar a Coreia do Sul.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Após perder o primeiro set e começar o segundo atrás no placar, a seleção brasileira conseguiu virar o jogo e empatar o placar. No terceiro e quarto set, o Brasil dominou a partida e aproveitou os erros da Rússia para vencer a partida por 3 sets a 1. 

A atuação da catarinense de Nova Trento, Rosamaria Montibeller, 27 anos, foi destaque na partida. A oposta/ponteira da seleção brasileira se destacaou com sua atitude enérgica ao entrar no momento crítico do segundo set e foi fundamental para a virada, ao lado de Macris.

— Olhando de fora eu tava observando as meninas pra ver o que precisava fazer. Então graças a Deus quando entrei, consegui me manter concentrada pra ganhar a partida — disse Rosamaria em entrevista à TV Globo.

O Brasil, que segue invicto na competição, vai enfrentar a Coreia do Sul em busca de uma vaga na grande final do vôlei feminino. Os dois times se enfrentaram no primeiro jogo das Olimpíadas, com vitória da equipe brasileira. A data da partida da semifinal ainda será definida.

Leia também​

Confira o quadro de medalhas das Olimpíadas Tóquio 2020

5 atletas olímpicos do Brasil que também se destacam como youtubers

Olimpíadas 2021: veja quais são as modalidades

Tóquio 2020: relembre as aberturas mais marcantes das Olimpíadas

Colunistas