nsc
santa

CASO CELSINHO

Brusque é multado e perde três pontos na Série B por caso de racismo

Equipe do Vale do Itajaí recebeu punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva

24/09/2021 - 17h45 - Atualizada em: 24/09/2021 - 20h05

Compartilhe

Por João Victor Góes
Protesto dos jogadores do Londrina em partida após o episódio em Brusque
Protesto dos jogadores do Londrina em partida após o episódio em Brusque
(Foto: )

O Brusque Futebol Clube foi condenado nesta sexta-feira (24) pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) no caso de racismo denunciado pelo jogador Celsinho, do Londrina, durante a partida válida pelo Campeonato Brasileiro Série B. O episódio aconteceu no dia 28 de agosto, no Estádio Augusto Bauer.

> Receba notícias de Blumenau por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

Celsinho relatou ao quarto árbitro que um dos membros da equipe do Brusque teria o chamado de "macaco" ainda durante o primeiro tempo do confronto.

O caso ganhou mais notoriedade depois que o clube catarinense publicou uma nota negando a situação e acusando o jogador Celsinho, do Londrina, de "perseguição". Após a repercussão negativa, o Brusque voltou atrás e pediu desculpas.

O Brusque e um conselheiro do clube responderam por “praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito.”

> Faraco: O Brusque errou tudo!

Como punição, a equipe do Vale do Itajaí foi multada em R$ 60 mil e perdeu três pontos na Série B do Brasileiro. Já o conselheiro envolvido no caso foi suspenso por um ano e multado em R$ 30 mil.

Procurado, o Brusque informou que vai se manifestar sobre a decisão do STJD apenas por meio do advogado que representa a equipe no caso.

Relembre o caso

Durante a partida entre Brusque e Londrina, no dia 28 de agosto, pelo Campeonato Brasileiro da Série B, o jogador Celsinho, do Londrina acusou um membro da equipe do Brusque de racismo. Segundo ele, uma pessoa que estava no camarote do estádio Augusto Bauer teria o chamado de "macaco" no primeiro tempo da partida.

Celsinho, jogador do Londrina, aponta o autor do comentário racista
Celsinho, jogador do Londrina, aponta o autor do comentário racista
(Foto: )

No intervalo, o meia do time paranaense chamou o quarto árbitro e relatou o ato de racismo, inclusive apontando e identificando a pessoa no camarote do clube catarinense. Em entrevista ao SporTV, Celsinho desabafou sobre o caso.

— É lamentável, ainda mais se tratando de um ato desses mais uma vez. É inadmissível. Uma equipe de porte médio baixo, recém promovida a uma Série B de Campeonato Brasileiro, cometendo um ato desses. É inadmissível, mas as providências serão tomadas — afirmou.

Celsinho ainda criticou o número de pessoas presentes no camarote do Augusto Bauer durante a partida. O meia disse que não entende o motivo para tantas pessoas estarem no local, sendo que a presença de torcedores ainda não está liberada nos estádios brasileiros.

Leia também

> Londrina publica vídeo com grito de "macaco" durante jogo em Brusque

> Celsinho registra BO sobre caso de racismo em Brusque

> Brusque pede desculpas por nota sobre racismo e chama comunicado de "infeliz"

Colunistas