nsc
santa

Impróprio para consumo

Caco de vidro em lasanha gera indenização em Balneário Camboriú

Dois consumidores devem ser indenizados pelo fabricante

26/10/2021 - 12h39 - Atualizada em: 26/10/2021 - 14h23

Compartilhe

Por Giulia Machado
Decisão é passível de recurso
Decisão é passível de recurso
(Foto: )

Dois consumidores que comeram uma lasanha em que havia cacos de vidro devem ser indenizados no valor de R$ 2 mil cada em Balneário Camboriú. Eles já tinham consumido parte do alimento quando sentiram o corpo estranho na boca, mas não chegaram a ingerir o objeto.

> Acesse para receber as notícias do Santa por WhatsApp

De acordo com a advogada de acusação, o pedaço maior tinha cerca de dois centímetros, mas também haviam fragmentos menores na massa. Os consumidores tiraram fotos e gravaram vídeos da lasanha e entraram na justiça contra a fabricante.

Na defesa, a empresa afirmou que possui rígidos padrões de segurança no processo de produção e que seria improvável a existência de qualquer substância indevida no alimento.

Entretanto, a juíza entendeu que o fornecedor possui responsabilidade objetiva por prejuízos causados ao consumidor e que tem o dever de zelar pela segurança dos produtos colocados em circulação, que devem estar próprios para consumo.

Na decisão, a juíza citou que com as evidências de que a lasanha estava totalmente imprópria para consumo não havia como tirar a responsabilidade do fabricante.

A decisão é passível de recurso.

* Sob supervisão de Bianca Bertoli

Leia também

Preso de Blumenau alega risco de pegar Covid-19 para deixar cadeia, mas tem pedido negado

Quem são os advogados de Blumenau na disputa pelo comando da OAB

Quanto o Mercado Público de Blumenau deve gerar de lucro para o investidor

Balneário Camboriú quer ceder faixa de areia para eventos privados com ingresso pago

Colunistas