nsc
dc

Inverno

Como proteger idosos, crianças e pets do frio intenso

Temperaturas mínimas devem atingir recordes históricos em Santa Catarina

28/07/2021 - 05h00

Compartilhe

Fernanda
Por Fernanda Mueller
Animais de pequeno porte sentem bastante frio no inverno
Animais de pequeno porte sentem bastante frio no inverno
(Foto: )

Os catarinenses estão acostumados com as temperaturas baixas durante o inverno, mas a onda de ar frio prevista para atingir o Estado nesta semana deve ser a mais rigorosa dos últimos 60 anos. Com isso, é importante tomar alguns cuidados para preparar idosos, crianças e os pets para os dias gelados que estão por vir.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Cuidados com idosos e crianças

A queda de temperatura é sentida com mais intensidade pelos idosos e crianças, e a sua imunidade pode diminuir, facilitando o aparecimento de diversas doenças. Por isso, o cuidado deve ser redobrado nos dias de frio mais intenso:

- Atenção às roupas: Não adianta apenas acumular camadas de roupas, mas sim, usar os tecidos apropriados, como aqueles que bloqueiam o vento. Além disso, luvas, meias e toucas são importantes aliados para esquentar as partes “esquecidas” do corpo, que também ficam geladas. 

- Hora do banho: Evite a circulação de ar no banheiro, fechando as janelas. Também utilize um aquecedor para manter o ambiente confortável e evitar o choque de temperatura, quando o idoso ou a criança sai do banho.

- Pele hidratada: Além de beber bastante líquido para hidratar o corpo, a pele dos idosos e das crianças fica muito seca durante o inverno, o que pode provocar irritação e até feridas. Por isso, uso e abuse dos cremes hidratantes.

> ​Neve em Santa Catarina: saiba em quais cidades é possível ver o fenômeno

- Banho de sol: Durante o inverno, a tendência é ficar mais em ambientes fechados, mas é essencial levar crianças e idosos para um passeio diário. Assim o corpo pode absorver a vitamina D, obtida através da luz solar, que é essencial para manter a imunidade alta. 

- Umidificador de ar: Nos dias de inverno em que o tempo está muito seco, o nariz pode ficar ressecado e causar tosse. Deixe um aparelho umidificador ligado entre 2 a 3 horas no quarto das crianças e idosos, para evitar possíveis desconfortos.

- Vacina da gripe: Não subestime as gripes e resfriados. Os sintomas podem ser leves para adultos, mas muito perigosos para idosos. Essa população está no grupo prioritário de vacinação da gripe, que hoje é considerada a forma mais efetiva de prevenir a doença e suas complicações.  

> Frio extremo em SC gera preocupação e cidades preparam apoio a moradores de rua

Cuidados com os pets

Os animais de pequeno porte sentem bastante frio no inverno, no entanto nem todos aceitam roupas ou cobertas, principalmente gatos e algumas raças de cachorros com pelo comprido, como Shih Tzu, Lhasa Apso e Spitz Alemão. Eles ficam desconfortáveis com os nós causados pelas roupas.O ideal é acostumar os pets com as roupas desde filhotes. 

Mesmo sem aceitar os cobertores e roupas, os bichinhos ficam com frio, então é preciso adotar outras estratégias.Conforme a médica veterinária, Camila Andriani, há muitos casos de acidentes no inverno, porque os gatos entram no motor dos carros, que é mais quente. Então, uma boa alternativa é ligar o aquecedor.

> Nevascas históricas em Santa Catarina; veja fotos e quando aconteceram

Já para os pets que ficam fora de casa, a dica é colocar a casa em cima de algum material que não passa umidade, como tábuas de madeira. A casinha também deve ficar contra o vento, virada para a parede, por exemplo. 

É importante destacar ainda que os pets também podem ficar com gripe, caso passem muito frio. Alguns sinais para ficar atento aos sintomas: os cachorros geralmente tem tosse, como um engasgo; os gatos podem ter febre e secreção nasal. Nos dois casos é preciso fazer tratamento com nebulização nasal.

A veterinária explica que os animais de grande porte não costumam sentir tanto frio, então não precisam de roupas. Mas durante as noites de frio mais rigoroso, devem ficar abrigados nos estábulos e acolhidos com feno, que ajuda a esquentar, principalmente os filhotes.

Leia também

À espera de frio intenso, Florianópolis prepara abrigos para pessoas em situação de rua

Frio intenso pode congelar água das torneiras em SC; veja o que fazer

Semana que terá forte ar polar começa com uma tarde quente em SC

Entenda a diferença entre neve, geada, sincelo e chuva congelada

Colunistas