Cada vez mais, a tecnologia toma conta da rotina de diversas pessoas. Com aplicativos para controle financeiro, por exemplo, é possível organizar rendimentos mensais, gastos e despesas de diferentes formas e tudo pelo celular.

Continua depois da publicidade

> Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

Por isso, Railson Soares, analista de TI e professor de robótica, explica um pouco sobre as principais ferramentas. Assim, você pode escolher aquela que mais atende às suas necessidades.

  • Guiabolso: oferece soluções de gestões financeiras. Com ele, é possível controlar empréstimos, gastos com cartões, investimentos, contas digitais e seguros.
  • Mobills: com ele, os usuários podem inserir suas despesas e receitas. Também é possível controlar cartões de crédito e adicionar contas bancárias.
  • Organizze: nele, as pessoas podem dividir as despesas e as receitas em categorias e subcategorias. Ele também possui indicadores de metas e conciliações bancárias.
  • Minhas Economias: a organização de contas, receitas e investimentos é uma das funções desse aplicativo. Além disso, ele conta com a divisão de despesas e rendas em categorias e subcategorias.

> Bancos digitais: entenda como funcionam e suas vantagens

Continua depois da publicidade

Benefícios dos aplicativos

Segundo Victor Moraes, especialista em TI, os aplicativos para controle de gastos pessoais são recomendados para todos aqueles que querem organizar o orçamento e, é claro, garantir uma independência financeira a curto prazo.

Já Railson Soares, analista de TI e professor de robótica, explica que a principal vantagem dessas ferramentas é o fato de você poder controlar as finanças sem sair do lugar. Além disso, através desse controle, é possível se precaver de futuras dívidas, ao analisar se os gastos saíram ou não do gerenciamento orçamental.

> Saiba como ganhar dinheiro com o seu próprio empreendimento

Utilizando as ferramentas

Para utilizar os aplicativos, Victor Moraes explica que, de forma geral, primeiro é feito um cadastro básico com e-mail ou com redes sociais. Em seguida, há um questionário para ser respondido, contendo perguntas sobre os objetivos monetários do usuário.

O próximo passo é inserir todos os investimentos, rendas e despesas – que pode ser feito de forma manual ou automatizada, dependendo do aplicativo. Após essas etapas, já é possível utilizar o programa para acompanhar as movimentações financeiras.

Continua depois da publicidade

*Por Agnes Faria

Leia também

​Veja 6 dicas para vender pelo WhatsApp

Entenda a importância do networking para a sua carreira

Carreira: atitudes que ajudam e prejudicam sua imagem

Destaques do NSC Total