nsc
nsc

Astrologia

Conheça a origem do horóscopo chinês

Astrólogo explica sobre a importância do calendário oriental e o que representa o animal regente no zodíaco chinês

08/02/2022 - 11h13

Compartilhe

Portal
Por Portal EdiCase
Entenda a história do horóscopo chinês
Entenda a história do horóscopo chinês
(Foto: )

O calendário chinês é um dos mais antigos registros cronológicos que há na história, data 2637 a.C., quando o imperador Huang Ti introduziu o primeiro ciclo deste zodíaco no 61º ano de seu reinado. Um ciclo completo abrange sessenta anos e se compõe de cinco ciclos simples de doze anos cada.

> Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

Pedido de ajuda para reorganizar o mundo

Conta a lenda que Buda, quando peregrinava pela China, resolveu pedir ajuda aos animais para reorganizar o mundo. Tão logo fez seu pedido, apareceu o Rato disposto a ajudar. Em seguida vieram o Boi, Tigre, Gato, Dragão, Serpente, Cavalo, Carneiro, Macaco, Galo, Cão e Porco.

Agradecido pela imediata ajuda, Buda homenageou cada um dos animais, designando-o para governar cada ano, num período de doze anos. O Coelho, como tinha aparecido por último, quando as nomeações já haviam sido feitas, ficou de fora.

> Entenda como funciona a astrologia chinesa

Substituição do gato pelo coelho

Ocorre que, enquanto Buda meditava, o Rato, o mais prestativo deles, já que fora o primeiro a aparecer, levava-lhe alimento. Enciumado, o Gato o atacou e o comeu. Para puni-lo, Buda retirou-lhe o ano, dando-o ao Coelho. Desse modo, temos os doze signos do zodíaco como conhecemos hoje.

Seu animal regente

O animal regente do ano que você nasceu exerce profunda influência sobre sua vida. Como dizem os chineses: “Esse é o animal que se esconde em seu coração”, é o seu instinto que, quando provocado, surge em forma de inteligência involuntária.

> Horóscopo Chinês: encontre seu signo, seu ascendente e o elemento

Animais e elementos chineses

Durante o ciclo completo de sessenta anos, cada um dos doze animais aparece combinado com os cinco elementos: madeira, fogo, terra, metal e água.

Calendário ocidental e oriental

Embora o calendário ocidental, baseado no movimento do Sol, seja mais estável e mais fácil de se compreender, o calendário lunar oriental registra de maneira mais precisa as mudanças das estações e o desenvolvimento da vida em todo o universo.

Uso do calendário para encontrar dias favoráveis

Os fazendeiros chineses usavam o calendário como um almanaque, para procurar os dias do ano mais favoráveis à semeadura e à colheita de suas safras. Muito antes de a ciência moderna desenvolver métodos para a previsão do tempo, os chineses confiavam totalmente no horóscopo para predizer as chuvas.

E tal prática continua a se efetivar até agora. Podemos verificar que, se o elemento natural de um ano for água, haverá água em abundância ou ocorrerão enchentes destruidoras, dependendo de a influência estar ligada ao lado positivo ou negativo do elemento.

Além disso, o calendário era consultado para outras coisas, tais como: o dia mais propício para a visita ao barbeiro, para começar a construção de uma casa, para o casamento e, naturalmente, para os numerosos festivais chineses. Um calendário lunar autêntico em todos os “faça e não faça” para cada dia do ano, estendendo-se até as horas mais favoráveis e desfavoráveis de cada dia.

> Inferno astral: entenda o que é e como enfrentá-lo

12 animais chineses
12 animais chineses
(Foto: )

Influências do animal

Cada signo chinês constitui um universo em si, um pequeno cosmo, comportando leis e domínios próprios, mas que funcionam em harmonia e em uma espécie de relacionamento energético uns com os outros, isso somos nós.

Criatura viva, dotada de poderes e de funções específicas, esse animal emblemático desenvolve-se numa dimensão particular, original, cria a sua selva, a sua nuvem ou o seu subterrâneo, define as suas medidas, as suas cadências, a sua respiração, segrega a sua própria química, ou melhor, a sua alquimia.

> Ciclo Lunar: entenda como ele influencia sua vida

Cada signo é único

Quando se estuda o mapa astral (Bazi) de cada pessoa, aprofundamos e entendemos mais ainda sobre outros signos e elementos que fazem parte de você, de como você é, como desenvolve sua jornada e como se relaciona com as pessoas e com o mundo a sua volta.

O peso, a massa, a rapidez do Dragão não obedecem às leis físicas do Rato ou do Carneiro. Um metro, na linguagem do Tigre, não é, de modo nenhum, igual a um metro no discurso do Macaco. O ouro do Cavalo não tem a composição molecular do ouro do Galo ou do Porco. Assim, cada signo é um pequeno cosmo completo, onde as leis da gravitação, da entropia, da matéria, da antimatéria, da evolução, são diferentes e não intermutáveis.

A astrologia Chinesa inspira e impregna, há séculos, a vida e o comportamento de centenas de milhões de indivíduos na China, no Japão, nas Coreias, no Vietnã e em grande parte da Ásia. Trata-se de uma técnica muito vasta, abundante e complexa, que não se pode resumir apenas ao exame do animal emblemático.

3 passos para atender com astrologia chinesa

*Por Renan Malassise, astrólogo, palestrante, professor e terapeuta. Alia os saberes ancestrais da Medicina Tradicional Chinesa e da Astrologia Chinesa.

Leia também ​​​

Conheça a personalidade de cada signo solar

Descubra a casa e o planeta do seu signo

Horóscopo: previsão detalhada para fevereiro de 2022

Colunistas