nsc
dc

Investigação parlamentar

CPI da Covid reage a áudio atribuído a deputado e pressiona por prisão de Dominguetti

Senadores da oposição falaram em “testemunha plantada”; presidente Omar Aziz disse que não pedirá prisão de depoente

01/07/2021 - 15h43 - Atualizada em: 01/07/2021 - 15h45

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Áudio e afirmações de Dominguetti causaram reações de senadores com pressão por prisão
Áudio e afirmações de Dominguetti causaram reações de senadores com pressão por prisão
(Foto: )

O áudio mostrado pelo representante da Davati Medical Supply, Luiz Paulo Dominguetti Pereira, e atribuído ao deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), provocou reação de opositores e governistas na CPI da Covid. Segundo senadores da oposição, a gravação teria sido “plantada pelo depoente” para tumultuar os trabalhos do colegiado e colocar em suspeição o congressista.

SC antecipa vacinação da Covid-19; veja quando você será imunizado

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

– Essa testemunha foi plantada aqui. Tem que dar voz de prisão a este depoente. Esse senhor nunca fez contrato nenhum com Ministério da Saúde – disparou o senador Fabiano Contarato (Rede-ES), que não é membro da comissão, mas participa ativamente do depoimento.

Governistas e senadores da oposição discutiram sobre as afirmações do depoente. O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), afirmou que conversou com Luis Miranda sobre o áudio. Segundo ele, o deputado alegou que o áudio exibido na CPI é de 2020, de negociação nos Estados Unidos e sem relação com vacinas. Senadores chegaram a pressionar pela prisão de Dominguetti, mas Aziz afirmou que não iria pedir a prisão do depoente.

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total

Leia também

Vendedor acusa deputado de negociar vacinas, e CPI da Covid apreende celular de depoente

Ministério da Saúde decide exonerar diretor após denúncia de propina por vacina

Quem é Roberto Ferreira Dias, acusado de pedir propina por vacina

Colunistas