Quatro das cinco crianças sobreviventes do ataque a creche em Blumenau passaram por cirurgia na manhã desta quarta-feira (5) e estão bem. Conforme a médica responsável pelos procedimentos, Maria Beatriz, todas estão estáveis.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp 

Uma criança de 1 ano e outras três de 5 anos chegaram ao Hospital Santo Antônio por volta das 10h30min com ferimentos no pescoço e na face. Conforme a direção do hospital, todas estavam conscientes, porém, muito assustadas — o que dificultou uma primeira avaliação por parte da equipe.

Por conta disso, foi preciso sedar as crianças que passaram por procedimentos cirúrgicos que duraram cerca de 40 minutos em cada uma. Elas não correm risco de morte.

— Todas conversando, já conscientes — afirma a médica.

Continua depois da publicidade

Mãe de criança relata desespero em creche após tragédia em Blumenau: “Me joguei no chão”

Apesar de estarem estáveis, ainda não há previsão de alta para as quatro crianças que seguem internadas no HSA. Um menino, que chegou a ser hospitalizado no Santa Isabel, foi liberado ainda pela manhã.

Conforme conta o pai de uma das crianças, Fábio Júnior Santos, o filho teve um corte na bochecha e não lembra de toda a cena:

— Ele é inocente, não lembra de tudo. Ele só me fala: “Pai, o homem me deu um soco”. E tá lá, sorrindo.

A família mora em Blumenau há cerca de um ano, quando Bernardo começou a estudar no CEI Cantinho Bom Pastor.

Continua depois da publicidade

O momento de tensão, agora, foi transformado em revolta pelas famílias que perderam uma criança.

— Peço a Deus que a Justiça faça o seu papel. Não sei explicar, a gente nunca imagina que vai acontecer tão perto — diz Fábio.

No Instagram, a creche se manifestou sobre o ocorrido e se colocou à disposição de todos os atingidos.

“Contando com a compreensão de todos pelas dificuldades que estamos enfrentando, bem como as dores terríveis que atingem nosso coração em luto”

Leia também

Fotos mostram como ficou a creche de Blumenau após ataque com quatro mortes

“Vou honrar a memória do meu filho todos os dias”, diz pai de menino morto em Blumenau

Destaques do NSC Total