nsc
nsc

Morar Bem

Decoração: designer de interiores transforma ambientes em poucas horas

Apostando em ambientação, profissional renova ambientes em menos de 6 horas

31/03/2021 - 11h00 - Atualizada em: 13/04/2021 - 17h42

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
morar bem
São os detalhes que se tornam responsáveis pela mudança do ambiete
(Foto: )

Sentir-se em casa vai além de ter uma moradia ideal. Mais do que móveis e decoração, aquela sensação de "lar doce lar" está relacionada à uma série de sentidos, do olfato ao tato. Um perfume que traz recordações, uma textura de tecidos que criam memórias e tantos detalhes da casa que se tornam relevantes para quem busca morar bem.

>> Conheça as cores de 2021 e saiba como usar a combinação para decorar o lar

A partir de um insight durante a pandemia, a designer de interiores Caroline Von Jelita investiu em uma ideia percursora. A ambientação foi criada para transformar uma casa em menos de 6 horas, onde Caroline ambientes proporcionando uma nova conexão com o lar.

Ambientação

A ambientação é feita em um apenas dia e transforma completamente um ou mais cômodos da casa. Caroline visita o cliente, analisa os ambientes a serem complementados, faz um checklist dos produtos que serão necessários e busca novos móveis e peças de decoração.

Morar bem
Caroline Von Jelita
(Foto: )

Assim, a atividade requer conhecimento, segurança e um olhar profissional para entender e transmitir o que o cliente quer para o seu espaço. Para tanto, inicia-se a transformação, quando a profissional começa a mudar e acrescentar novos objetos e móveis. Pensando em ajudar e facilitar todo este processo, a designer oferece peças consignadas. Desta forma, o cliente tem a abertura de ficar com o que quiser e couber no seu bolso.

— Com a experiência adquirida ao longo desses 9 meses de ambientações para redecorar a casa em apenas um dia, os clientes gastam em média R$ 6 mil — conta Caroline, pioneira em ambientação na Grande Florianópolis.

Sensação de lar

A designer reforça que ambientar uma residência vai além da mudança de objetos da casa. 

— A decoração por si só é a junção dos elementos e objetos decorativos. A ambientação é o ato de dar sentido à decoração — comenta Caroline. 

Primeiro de tudo, é necessário identificar a essência de cada morador. Saber o que ele gosta de fazer, qual seu estilo de vida, qual sua rotina, quais seus hobbys, o que faz com que ele se conecte com ele mesmo. Essas informações são importantes para definir uma série de alterações que serão primordiais para garantir essa sensação de lar. 

Texturas e aromas

Para a ambientação, os detalhes são tão relevantes que até mesmo a iluminação é repensada de acordo com os hábitos da casa. Além disso, Caroline Von Jelita destaca que, principalmente, tapetes e almofadas são responsáveis por trazer aconchego. 

Morar bem
Caroline destaca que as velas são símbolos de iluminação e transformação. Elas trazem vida ao ambiente, e quando aromáticas, então, trazem aconchego e perfume
(Foto: )

Com as texturas definidas e remetendo ao conforto, os aromas são a cereja do bolo. Difusores nos ambientes, que tragam a sensação de limpeza e paz, são a principal indicação da especialista. 

— Para definir os cheiros, eu levo em consideração o estilo de vida do cliente e seus gostos. E finalizo esse atendimento com um toque de aroma cítrico, que criei especialmente para atendimentos de ambientação, em almofadas, tapetes, roupa de banhos... Um aroma que traz felicidade, diminui o estresse e trazer acolhimento — comenta Caroline. 

Confira o especial Morar Bem

Leia também 

Mesa posta: como compor louças e talheres com criatividade

Tendência em alta: imóveis reúnem entretenimento, conveniência e bem-estar

Colunistas