nsc
dc

Violência

Depois de Criciúma, quadrilha assalta banco e faz reféns em Cametá, no Pará

Assim como ocorreu em Santa Catarina, criminosos tomaram as ruas da cidade e usaram moradores como escudo

02/12/2020 - 07h37 - Atualizada em: 02/12/2020 - 07h59

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Grupo ainda teria cercado o Batalhão da Polícia Militar da cidade, assim como ocorreu em Criciúma
Grupo ainda teria cercado o Batalhão da Polícia Militar da cidade, assim como ocorreu em Criciúma
(Foto: )

Em ação parecida com a registrada em Criciúma, uma quadrilha tomou as ruas da cidade de Cametá, no Pará, na madrugada desta quarta-feira (02) para assaltar um banco. Conforme a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Pará, um refém morreu durante o tiroteio.

> Assalto a banco em Santa Catarina repercute na imprensa internacional

Os criminosos capturaram moradores que estavam em bares para usar como escudo enquanto se locomoviam pela cidade. Eles atiraram para cima por mais de uma hora, usando armas de alto calibre e explosivos. O grupo ainda teria cercado o Batalhão da Polícia Militar da cidade, assim como ocorreu em Criciúma.

> Confira a linha do tempo do assalto a banco em Criciúma

Conforme a PM, os bandidos fugiram por volta de 1h30min, usando carros e barcos – a cidade fica às margens do Rio Tocantins.  

Imagens nas redes sociais, registradas por moradores da cidade, mostram momentos da madrugada de terror. Veja abaixo: 

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Pará confirmou o assalto a um banco da cidade. "Desde o momento que foi confirmado sobre o assalto a uma agência bancária no município de Cametá, equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), do Batalhão de Ações de Cães (Bac), da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE) e duas aeronaves do Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará (Graesp) se deslocaram para dar apoio no município".

Terror em Criciúma 

Na madrugada desta terça-feira (1º), uma quadrilha de cerca de 30 pessoas transformou a cidade catarinense em um caos, com incêndios, tiroteios e reféns. Eles usaram explosivos para roubar uma agência do Banco do Brasil, atearam fogo em dois caminhões e dispararam diversos tiros pela cidade, deixando um policial ferido. Até o momento, os criminosos não foram encontrados.

*Com informações do G1

Colunistas