nsc
santa

Litoral Norte

'Don Juan' catarinense conquistava mulheres de meia-idade para roubar dinheiro, diz polícia

Investigações apontam que suspeito começava relacionamentos com objetivo de tirar dinheiro das namoradas

12/05/2022 - 05h32 - Atualizada em: 12/05/2022 - 09h28

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Prisão ocorreu em uma casa de prostituição em Bombinhas
Prisão ocorreu em uma casa de prostituição em Bombinhas
(Foto: )

O que parecia ser amor, não passava de golpe. Mulheres de Balneário Camboriú e região foram vítimas de um “Don Juan” estelionatário, que as seduzia para tirar dinheiro delas. O homem de 27 anos foi preso preventivamente nesta semana em Bombinhas, também no Litoral Norte catarinense.

> Acesse para receber as notícias do Santa por WhatsApp

Conforme o delegado Eduardo Dallo, o jovem é suspeito de lesão corporal, ameaça, descumprimento de medidas protetivas de urgência, estelionato e de se apropriar de rendimentos de idosos. Foram ao menos oito vítimas moradoras de Balneário Camboriú, Porto Belo e Camboriú. Em todas as histórias o enredo era semelhante.

Primeiro, o golpista se aproximava das mulheres de meia-idade, entre 40 e 60 anos, em bailes, redes sociais ou casas noturnas. Negro, musculoso e de olhos claros, o homem chamava a atenção pelo estilo, sempre vestido com roupas de grife. 

Dizia às vítimas que era empresário, dono de boates e agenciador de modelos — algo que até agora não conseguiu comprovar à polícia. Começava o namoro, mudava-se para a casa da companheira e não demorava muito para pedir dinheiro.

— A cada vítima ela dava uma desculpa diferente, segundo os relatos. A uma pediu para investir dinheiro em uma nova boate. A outra prometeu que ela seria modelo… Eram falsas propostas ou projetos pessoais — conta o delegado.

Com o dinheiro na mão, o Don Juan catarinense desaparecia em busca de uma nova vítima. Ao menos R$ 80 mil foram levados nos golpes. Ele chegou a perseguir uma das mulheres, o que gerou pedido de medida protetiva contra ele. Os boletins, não só por estelionato, começaram a surgir em 2020. No total são 10.

Com as investigações, o delegado pediu a prisão preventiva do suspeito na última semana. Encontrou o rapaz nesta terça-feira (10) em uma casa de prostituição de Bombinhas, que ele disse ser da namorada dele. Nenhuma quantia foi encontrada no quarto em que o homem estava.

Ele foi encaminhado ao Complexo Prisional do Vale do Itajaí, onde ficará à disposição da Justiça enquanto o processo tramita.

Leia mais

Novo bar em Blumenau ocupará servidão onde nasceu a feirinha

Investigação sobre o Natal em Blumenau é concluída sem encontrar fraude

Fotos da Prainha após enchente em Blumenau revelam tamanho do estrago

Assista

Colunistas