nsc
dc

Astronomia

Eclipse total com Lua de Sangue ocorre neste domingo, saiba horário e como ver

Fenômeno ocorre na virada de domingo (15) para segunda-feira (16) e poderá ser observado por todo o Brasil

13/05/2022 - 09h56 - Atualizada em: 13/05/2022 - 10h06

Compartilhe

Flávia
Por Flávia Terres
Próximo eclipse lunar total está previsto para acontecer em 2025
Próximo eclipse lunar total está previsto para acontecer em 2025
(Foto: )

O primeiro e único eclipse lunar total do ano com uma Lua de Sangue poderá ser visto no Brasil na madrugada do próximo domingo (15) para segunda-feira (16), de acordo com o professor do Departamento de Astronomia da Universidade de São Paulo (USP) Roberto Costa. Conforme explicou o professor à BBC, o próximo eclipse acontecerá apenas em maio de 2025. 

> Receba notícias do DC via Telegram

O fenômeno poderá ser observado em toda a América do Sul, América Central e em parte da América do Norte, Europa e África. 

Segundo explicou o professor, o eclipse está previsto para começar às 23h28, no horário de Brasília e por volta de 0h29 de segunda, a Lua estará sendo totalmente coberta. A previsão é de que o fim do fenômeno ocorra às 2h55.

A Lua de Sangue poderá ser assistida ao vivo a partir das 23h15 por uma transmissão do Observatório Nacional, unidade de pesquisa vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. 

O fenômeno Lua de Sangue

Para que aconteça um eclipse lunar total, o Sol, a Terra e a Lua precisam estar alinhados. Com isso, a Terra cobre totalmente o disco da Lua, causando o fenômeno. 

A cor avermelhada acontece porque a atmosfera da Terra age como um filtro para a luz do Sol. 

- O mecanismo é o seguinte: a atmosfera do nosso planeta normalmente filtra a luz solar, deixando passar com mais eficiência as cores vermelhas e refletindo o azul, por isso mesmo vemos o céu azul durante o dia. Num eclipse lunar, a Terra está exatamente entre o Sol e Lua. Do ponto de vista de um observador hipotético na Lua, a Terra está bem na frente do Sol. Nesse caso, nas 'bordas' do nosso planeta (visto por esse observador), a atmosfera forma um halo que deixa passar um pouco de luz. Essa luz é avermelhada pelo filtro atmosférico e vai incidir na Lua, que adquire um tom castanho-avermelhado - explicou o professor de astronomia da USp em entrevista à BBC News Brasil. 

Ainda segundo o profissional, o nome "Lua de Sangue" ficou popular nos últimos anos após ser usado com frequência pela imprensa. 

- Provavelmente isso ocorreu sob influência dos sites americanos, mas não se deve perder de vista que o fenômeno físico em si é o eclipse lunar. Ou seja, o momento em que a Terra se coloca exatamente entre o Sol e a Lua, fazendo com que a sombra da Terra seja projetada na Lua - disse.

O tom avermelhado pode variar dependendo do eclipe, podendo ser mais escuro, parecido com marrom ou mais claro, parecido com castanho ou avermelhado.

Leia mais: 

"Miss Avós": Itajaí escolherá os idosos mais bonitos da cidade

VÍDEO: casal de joão-de-barro faz "condomínio" em semáforo

Buscas no Google por "neve em SC" explodem após previsão

Colunistas