nsc
dc

ELEIÇÕES EM POA

Eleições em Porto Alegre: as propostas de educação, saúde e mobilidade de Manuela D'Ávila e Sebastião Melo

Confira um resumo dos planos de governo dos candidatos à prefeitura de Porto Alegre

27/11/2020 - 14h25

Compartilhe

Por Rafaela Cardoso
Manuela D'Ávila (PCdoB) e Sebastião Melo (MDB) disputam o segundo turno em POA
Manuela D'Ávila (PCdoB) e Sebastião Melo (MDB) disputam o segundo turno em POA
(Foto: )

Manuela D'Ávila (PCdoB) e Sebastião Melo (MDB) estão na disputa do segundo turno das eleições municipais em Porto Alegre, que acontece no próximo domingo (29).

> Manuela D'Ávila x Sebastião Melo: como será reta final do 2º turno em Porto Alegre

Pensando nisso, o NSC Total organizou as principais propostas de cada político para as áreas de educação, saúde e mobilidade. Os tópicos foram retirados e resumidos dos planos de governo dos candidatos. Mas, antes de votar, é importante ler todas as propostas para estar ciente da escolha. 

Confira o plano completo de Manuela D'Ávila aqui

Confira o plano completo de Sebastião Melo aqui

Propostas para a educação em Porto Alegre

Manuela quer aumentar cobertura de pré-escolas e creches

Formação continuada dos professores e profissionais da educação, incentivo à política colaborativa das boas práticas pedagógicas e metas objetivas e publicizadas por escola;

Elevar o desempenho da rede municipal no Ideb;

Educação Infantil: preparar a expansão da rede própria, garantir vagas públicas com qualidade e controle social nas escolas conveniadas e retomar algumas obras paradas;

Até 2024, atingir a universalização da cobertura para a pré- escola (4 a 5 anos) e expansão da cobertura para 50% em atendimento na creche (zero a 3 anos);

Programa de Parcerias Público-Comunitárias: criar equipamentos público-comunitários, utilizando imóveis públicos ociosos nas comunidades para instalação das escolas de educação infantil;

Distribuição de uniforme escolar para as crianças da rede municipal;

Reorganização do calendário escolar de forma participativa e dialogada, envolvendo a reorganização do currículo e a elaboração de Planos Complementares de Ensino (PCEs);

Contratação emergencial de 30% do quadro de professores e monitores escolares;

Organização de políticas intersetoriais para o acolhimento emocional e garantia de alimentação e assistência para as famílias mais vulneráveis;

Realizar busca ativa de quem está fora da escola em conjunto com o sistema de proteção social e oferecer avaliação médica e psicossocial para alunos evadidos;

Fornecer um tablet por aluno com acesso gratuito à internet, equipar todas as salas de aula com equipamento multimídia com acesso à internet e promover internet livre nos bairros.

> Segundo turno das Eleições 2020: data, prazos e calendário eleitoral

Melo busca expandir parceria com entidades conveniadas

Ampliar o atendimento da educação infantil, capacitar continuamente os professores, incrementar o número de creches e vagas correspondentes;

Novos modelos devem ser analisados, incluindo a possibilidade de que cada escola tenha a sua própria meta do Ideb;

Escola como centro de acolhimento da comunidade precisa ser restaurada e o diálogo será permanente entre gestores e comunidade escolar para encontrar soluções;

Buscar escolas cívico-militares que se constituem em iniciativas pedagógicas relevantes;

Internet de qualidade e com alta velocidade e confiabilidade deve ser disponibilizada para as escolas públicas municipais, incluindo o turno inverso, onde pode ser possível estabelecer parceria com a Rede Nacional de Pesquisa (RNP);

Expandir a experiência exitosa com entidades conveniadas, que permitem que o serviço público de educação seja prestado de forma não-estatal.

> O que as eleições de 2020 dizem para as de 2022

Propostas para a saúde em Porto Alegre

Manuela propõe garantir atendimento a todos os bairros

Saúde Bairro a Bairro: reorganizar a gestão da saúde municipal para garantir que todos os bairros da cidade sejam atendidos pela ESF (Estratégia de Saúde da Família);

Ampliar para 80% a cobertura da ESF (atingindo 100% das populações mais desprotegidas);

Postos fechados deverão ser reavaliados e, na medida do possível, reabertos;

Fortalecer a vigilância epidemiológica das doenças nos territórios e nos espaços de trabalho e circulação;

Organizar ações de prevenção, testagem, rastreio e isolamento dos casos identificados da Covid-19;

Garantir o atendimento integral aos problemas de saúde bucal, expandindo os serviços especializados em odontologia;

Fortalecer os Centros de Atendimento Psicossocial (CAPS) e rede de proteção psicossocial;

Ampliar as farmácias distritais;

Reestruturar as equipes do SAMU, visando um maior acesso e tempos adequados de atendimento e qualidade do serviço; 

Reorganizar o atendimento das especialidades (consultas e exames), ampliando a oferta de especialidades médicas na rede do SUS;

Agendamento online de consulta: ampliar a cobertura de 100% do teleagendamento em todas as unidades de saúde;

Política da Saúde da Mulher: integração das ações e serviços de saúde voltados à atenção da integral da saúde da mulher.

> Eleições em Porto Alegre: quem são os vices de Manuela D'Ávila e Sebastião Melo?

Melo visa a integração das redes pública e privada

O hub (termo inglês que significa ponto central, conexão) da saúde de Porto Alegre será um exemplo do setor privado a ser seguido para orientar as políticas públicas para o setor;

Aproximar os agentes de saúde das pessoas que mais precisam, num processo permanente de monitoramento da saúde das comunidades;

Articulação do conhecimento técnico dos profissionais de alto nível que temos em nossa cidade com os recursos institucionais e comunitários;

Integração das redes pública e privada de saúde;

Incluir o uso da tecnologia para integrar toda a rede pública e privada por meio do prontuário eletrônico.

> Eleitor poderá justificar voto pelo celular nas eleições 2020 com o e-Título

Propostas para a mobilidade em Porto Alegre

Manuela busca constituir o fundo municipal de mobilidade

Revisão na planilha de cálculos da passagem e da bilhetagem, dando transparência ao cálculo da tarifa;

Constituir o fundo municipal de mobilidade para reunir recursos que venham a contribuir para a redução do custo da tarifa para o usuário;

Construir um novo modelo de gestão para a Carris, garantindo equilíbrio fiscal e novos investimentos para a qualidade no transporte coletivo;

Criar o Cartão Mobilidade e o aplicativo de transporte individual;

Retomar o planejamento de investimentos em outros modais de transporte (BRTs, VLTs, cicloviário e hidroviário) e estudo de novos modelos de concessão;

Valorizar os percursos a pé na cidade, conscientizando os proprietários para a responsabilidade e manutenção das calçadas e fazendo investimento público nas áreas de circulação de pedestres;

Executar o Plano Cicloviário, priorizando locais de grande fluxo de trabalhadores/as e rotas de bairros e regiões.

> Em site especial, saiba tudo sobre as eleições municipais 2020

Melo quer diálogo com os agentes do setor

Repensar o modelo atual, retomando o diálogo com os agentes do setor para superar a crise no sistema de transporte;

Enfrentar o problema do déficit que a empresa Carris gera;

Sem pedágios para os porto-alegrenses se movimentarem em sua própria cidade, nem penalização para os habitantes da região metropolitana;

Transparência com funcionários, empresários e usuários deixando visível o método, as etapas, os custos, os ganhos e as perdas decorrentes das decisões tomadas pela administração pública;

Desenvolver o marco legal dentro do qual o transporte hidroviário possa, livremente, se tornar uma alternativa de mobilidade na cidade.

> Facebook exclui 140 mil conteúdos durante a campanha eleitoral no primeiro turno

Veja os cuidados que você deve tomar no dia da votação

*Com supervisão de Carolina Marasco

Leia também:

​​Curiosidades que marcaram a disputa eleitoral em Santa Catarina

Análise: eleitor mostrou ter saudade do ‘antigo normal’ na política

Sete em cada 10 prefeitos que tentaram a reeleição se elegeram em SC; média é maior que a nacional

Colunistas