nsc
dc

Educação

Ensino híbrido: entenda o que é, como surgiu e a metodologia usada

Antes da pandemia, apenas os cursos de Ensino Presencial e Educação a Distância (EAD) eram conhecidos no Brasil

27/09/2021 - 09h32

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Nome “Ensino Híbrido” surgiu no início de 2010
Nome “Ensino Híbrido” surgiu no início de 2010
(Foto: )

A pandemia criou uma nova tendência para os cursos superiores: o Ensino Híbrido. Até março de 2020, apenas os cursos de Ensino Presencial e Educação a Distância (EAD) eram conhecidos no Brasil, mas esse novo formato que surgiu não é tão novo assim. Entenda o que é, como surgiu e a metodologia usada neste modelo.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

O nome “Ensino Híbrido” surgiu no início de 2010, nos Estados Unidos, quando alguns colégios da educação básica presencial, academias militares, e faculdades presenciais começaram a usar a Internet para colocar uma carga extra de estudos para os alunos.  

Além do tempo de aulas que eles já tinham no Ensino Presencial da época, os estudantes nestes estabelecimentos passaram a ter mais textos de leitura, mais resolução de exercícios, games, quiz, e tira-dúvidas com professores, mesmo fora do horário das aulas. Como era um sistema de educação que somava o Ensino Presencial com o Ensino Online, deram o nome de Ensino Híbrido. 

Um detalhe importante é que para merecer o nome de Ensino Híbrido (ou Educação Híbrida) não basta colocar conteúdos em pdf ou aulas gravadas na internet, para o aluno “se virar”. É preciso ter uma articulação planejada entre as duas modalidades de ensino (presencial + EAD), estratégias pedagógicas que promovam a aprendizagem, e a participação de professores ou tutores na orientação e acompanhamento dos alunos.

Leia mais no Blog do Enem, parceiro do NSC Total.

Leia também

Enem 2021 será dias 21 e 28 de novembro, anuncia ministro da Educação​​

Conheça a técnica das cores para melhorar sua redação no Enem

Sete passos para estruturar a Redação do Enem

Simulador das Notas de Corte do Sisu: calcule suas chances

Colunistas