Os termômetros ultrapassaram a marca dos 40ºC em diversos estados do país, neste sábado (23), colocando a população em alerta sobre as causas desse fenômeno e a possível recorrência. Especialistas explicam que a condição atípica em meio à transição do inverno para a primavera acontece devido ao fenômeno climático El Niño e ao aquecimento global.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

— O calor extremo que atingiu o país vai continuar na primavera. Não tão intenso quanto o que está ocorrendo agora, que estamos sob um bloqueio atmosférico que impede a chegada de frentes frias a algumas regiões — explica Gilvan Sampaio, coordenador-geral de Ciências da Terra do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe)

O El Niño, responsável pelo aquecimento das águas do Oceano Pacífico, tem sido apontado como um dos principais responsáveis pelo agravamento dessa onda de calor no Brasil. O fenômeno climático pode ser sentido de formas diferentes no Brasil. Na Região Sul, é responsável pela aumento na frequência das chuvas. No Nordeste, ele intensifica a estiagem e deixa o tempo mais seco.

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Continua depois da publicidade

Leia também

Defesa Civil alerta para onda de calor intenso neste domingo em SC

Florianópolis vai ferver com ondas de calor até 2050

Planeta teve o agosto mais quente da história, revela levantamento

Destaques do NSC Total