nsc
dc

Efeitos da pandemia

Entrada de argentinos em SC despenca em início de temporada com pandemia de coronavírus

No acesso via Dionísio Cerqueira, no mesmo período que em 2019 entraram 5.180 veículos estrangeiros; agora, foram 89 registros

08/01/2021 - 15h56 - Atualizada em: 08/01/2021 - 16h50

Compartilhe

Por Guilherme Simon
Carro argentino
Segundo dados da PF, registro de acesso por via terrestre e aeroportuária sofreu queda neste ano
(Foto: )

Em meio a pandemia de coronavírus, o número de turistas argentinos que chegaram em Santa Catarina por via terrestre ou aeroportuária despencou neste início de alta temporada, em comparação ao registrado no ano anterior. Segundo dados da Polícia Federal, as duas vias de acesso direta ao Estado pelos visitantes vindos da Argentina, pela cidade de Dionísio Cerqueira, no Oeste, e pelo Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, registraram diminuição significativa na entrada dos turistas.

> Aeroporto de Florianópolis tem movimento 40% menor em comparação a dezembro de 2019

No acesso de Dionísio Cerqueira, a PF registrou a entrada de 89 veículos estrangeiros entre o último 23 de dezembro e 4 de janeiro. No mesmo período do ano passado, foram 5.180 registros. Já no Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis, a PF registrou a entrada de 203 argentinos entre os dias. No ano passado, 6.821 visitantes do país vizinho chegaram à Ilha de Santa Catarina de avião no período.

Por conta da pandemia, a oferta de voos diretos da Argentina para Florianópolis estava suspensa, o que em parte explica a diminuição. Eles foram retomados no último dia 3, conforme a Floripa Airport, concessionária do Aeroporto Hercílio Luz. A maioria dos argentinos que vieram para a Capital para o início da alta temporada fez trajetos a partir de outros países.

A Argentina vem registrando alta de casos de coronavírus, o que obrigou o governo a adotar novas medidas de controle. No final do ano, foram anunciadas restrições para o período entre o dia 25 de dezembro e 8 de janeiro.

Entre as medidas, apenas dois aeroportos do país foram autorizados para viagens internacionais, Ezeiza e San Fernando, ambos atendendo a região da capital, Buenos Aires. Teste negativo para a Covid-19 e a realização de uma quarentena obrigatória de 7 dias passou a ser exigência para entrar no país, que soma 1,6 milhão de casos e 43,9 mil mortes, conforme dados desta quarta-feira (6).

> Dagmara Spautz: Com meio milhão de infectados, SC precisa estabelecer quantas vidas ainda pode salvar

Santa Catarina costuma ser um dos destinos mais procurados pelos turistas argentinos para as festas de fim de ano e a temporada de verão. No entanto, assim como no país vizinho, a pandemia de coronavírus também é fator de preocupação no Estado, que soma mais de meio milhão de casos já confirmados e 5.482 mortes pela doença, segundo dados atualizados pela Secretaria de Saúde na quarta.

Leia também

> Coronavac tem eficácia de 78% contra a Covid-19 em estudo no Brasil

> Vacina da Covid em Florianópolis: locais, seringas, freezers e o que se sabe até agora

> Volta às aulas em SC: confira como e quando será a retomada nas escolas públicas e particulares

Colunistas