nsc
dc

Educação

Volta às aulas em SC: confira como e quando será a retomada nas escolas públicas e particulares

Fevereiro deve marcar retorno de atividades presenciais nas instituições de ensino estaduais, municipais e privadas de SC após quase um ano

07/01/2021 - 08h00

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Escolas estaduais definiram retorno em 18 de fevereiro; nos municípios, datas variam
Escolas estaduais definiram retorno em 18 de fevereiro; nos municípios, datas variam
(Foto: )

Depois de 10 meses longe das escolas, os estudantes já têm data definida para a volta às aulas presenciais em Santa Catarina. O calendário de atividades para 2021 da rede estadual foi divulgado esta semana pelo governo do Estado e prevê retorno no dia 18 de fevereiro, com alternância entre grupos de alunos.

Confira o calendário completo da volta às aulas na rede estadual de SC

Nas redes municipais, as cidades ainda definem como será o reinício, mas já estabelecem datas para a largada do ano letivo. Em Florianópolis, o calendário já havia sido divulgado no fim do ano passado, com previsão de retorno das aulas presenciais em 10 de fevereiro.

Entre as maiores cidades do Estado, em Joinville o calendário ainda está em definição, enquanto em Blumenau a volta às aulas deve ocorrer em 8 de fevereiro.

Um dos setores que cobrou a liberação das escolas ao longo do último ano, a rede particular também já se organizou para voltar a receber os alunos após quase um ano sem aulas presenciais. O Sindicato das Escolas Particulares de Santa Catarina (Sinepe-SC) afirma que a maioria das instituições deve iniciar o ano letivo entre 8 e 9 de fevereiro.

A volta às aulas presenciais também terá restrições. Um decreto e uma portaria do governo do Estado publicados ainda em dezembro determinam normas para o retorno dos alunos às salas de aula.

> Vacina da Covid em Florianópolis: locais, seringas e o que se sabe até agora

Volta às aulas em SC precisará seguir normas sanitárias

Nas regiões de risco gravíssimo para coronavírus na matriz estabelecida pelo governo do Estado, as escolas podem receber somente 50% do total de alunos matriculados nas atividades presenciais. Nas áreas com risco grave, alto e moderado, não há limitação, mas a ocupação das salas e áreas comuns deve respeitar o distanciamento de um metro e meio entre as pessoas.

Caso o tamanho das salas ou a quantidade de alunos por turma não permitam esse espaçamento para evitar a contaminação por coronavírus, as escolas devem adotar a alternância em que parte da turma assiste às aulas presenciais e parte desenvolve atividades remotas.

> Carnaval 2021 está cancelado em Florianópolis, Balneário Camboriú e Laguna

Estudantes e professores do grupo de risco seguem em atividades remotas. Os pais poderão decidir se mandam os alunos de volta para as aulas ou se preferem que eles permaneçam nas atividades a distância. Nesse caso, na rede estadual, precisarão assinar um termo de responsabilidade, com validade de 15 dias.

O documento vai ajudar a escola a calcular quantos estudantes irão participar dos encontros presenciais e definir os ciclos de alternância, nas escolas que precisarem adotá-los.

Os alunos devem usar todo dia a mesma carteira e a mesma cadeira. As aulas de um mesmo professor serão concentradas, na medida do possível, para reduzir a necessidade de trocas constantes de sala.

> Enem 2020: o que fazer se o participante estiver com Covid-19

Confira abaixo como será a volta às aulas em SC

Rede estadual

A volta às aulas na rede estadual de SC será no dia 18 de fevereiro, dois dias após o Carnaval. O calendário foi divulgado na terça-feira (5). Haverá alternância de grupos entre “Tempo Escola”, com as atividades presenciais nas unidades, e “Tempo Casa”, com dinâmicas a distância, com ou sem uso da tecnologia. Os professores voltam às escolas já a partir de 3 de fevereiro para a semana pedagógica.

> Análise: SC terá que escolher entre aglomeração no Carnaval ou volta às aulas com segurança

Rede municipal

Florianópolis

Em Florianópolis, o ano letivo de 2021 começa no dia 10 de fevereiro. Educadores retornam antes, nos dias 8 e 9 para reuniões pedagógicas. O calendário foi divulgado pela prefeitura em dezembro de 2020. O primeiro semestre termina em 16 de julho, com férias entre 17 e 31 do mesmo mês. As aulas do segundo semestre recomeçam em 1º de agosto e vão até 17 de dezembro.

Joinville

Em Joinville, o calendário letivo de 2021 ainda está sendo elaborado pela Secretaria de Educação da nova gestão municipal. A equipe levanta informações com diretores de unidades para definir as datas e o plano de volta às aulas. A assessoria informou que ainda não há data definida para a volta às aulas.

No ano passado, o retorno ocorreu no início de fevereiro. Neste ano, o modelo híbrido deve ser mantido, mas com diferenças em relação ao adotado no final do ano passado.

Saavedra: Joinville prepara volta das aulas para o início de fevereiro

Blumenau

A volta às aulas em Blumenau está prevista para o dia 8 de fevereiro. O calendário completo ainda não foi divulgado pelo município. As escolas e unidades de educação infantil serão consultadas para identificar a situação de cada local e, se necessário, haverá alternância de grupos para cumprir as normas determinadas pelo governo do Estado.

Governo de SC detalha volta às aulas em nova portaria

Chapecó

Em Chapecó, o calendário também está em elaboração, mas a previsão do município é de que as aulas retornem junto com a rede estadual, em 18 de fevereiro, após o Carnaval. A definição das normas também ainda está em discussão pela nova gestão do município. O modelo híbrido deve ser o adotado no retorno às atividades.

Criciúma

A Secretaria de Educação de Criciúma tem reunião nesta quinta-feira (7) para tratar do assunto, mas ainda não há cronograma definido para a volta às aulas na rede municipal. O município pondera que, em "tempos normais", a retomada seria em 17 de fevereiro, mas o calendário deve ser escolhido levando em conta a data de retorno da rede estadual e um possível início da vacinação contra o coronavírus.

> Governo federal compra 30 milhões de seringas, diz superintendente da Abimo

Rede particular

A maioria das escolas particulares do Estado deve retomar as aulas entre 8 e 9 de fevereiro, segundo o Sindicato das Escolas Particulares de Santa Catarina (Sinepe-SC). 

Apesar disso, as instituições têm autonomia para estabelecer o próprio calendário, e algumas podem retornar ainda em janeiro, enquanto outras devem deixar o reinício das aulas para depois do Carnaval.

As escolas devem estabelecer o ensino híbrido, oferecendo atividades presenciais e on-line. O setor tem cerca de 500 mil alunos e 40 mil professores e profissionais de apoio no Estado.

Colunistas