nsc

Drama

“Era ambulância chegando e carro de funerária saindo”, relata diretor sobre caos em hospital de SC

Na última sexta-feira (05), sete pacientes morreram com a Covid-19

09/03/2021 - 17h25 - Atualizada em: 09/03/2021 - 17h37

Compartilhe

Mateus
Por Mateus Boaventura
Hospital São Francisco de Assis, em Santo Amaro da Imperatriz
Hospital São Francisco de Assis, em Santo Amaro da Imperatriz
(Foto: )

O estágio grave da pandemia em Santa Catarina traz relatos desesperadores do que acontecem em hospitais sobrecarregados no Estado. Na unidades menores, sem leitos de UTI, o drama é ainda maior porque a quantidade de pacientes com a Covid-19 extrapola a capacidade de atendimento e faz subir o número óbitos.

> Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

>> Governo se prepara para crescimento de mortes por Covid-19 em SC

É o caso do Hospital São Francisco de Assis, de Santo Amaro da Imperatriz, cidade da Grande Florianópolis com pouco mais de 20 mil habitantes. Em entrevista ao CBN Hub, o diretor da unidade, Fernão Bittencourt, falou cenário de maior maior dificuldade até aqui. Na última sexta-feira (05), sete pacientes morreram com a doença.

“Era ambulância chegando e carro de funerária saindo”, desabafou. Ouça:

O Hospital São Francisco de Assis também presta serviços através de convênio com o SUS e privados, mas com a situação atual houve momentos de falta de insumos até para intubar pacientes. Por isso, o diretor também falou de uma vakinha criada para conseguir recursos.

Campanha para doação nas redes sociais
Campanha para doação nas redes sociais
(Foto: )

Leia também

> “Covidário Brasil”, desabafa infectologista de Joinville sobre colapso na saúde

> Painel do Coronavírus: saiba como foi o avanço da pandemia em SC

> Cresce o número de crianças e adolescentes contaminados pela covid-19 em SC

Colunistas