O atleta estadunidense Davis Hermes quebrou o recorde mundial de highline e atravessou uma fita entre dois balões de ar quente em Praia Grande, no Sul de Santa Catarina, a mais de 2,3 mil metros de altura. A travessia aconteceu no dia 4 de agosto, com apoio do atleta catarinense Rafael Bridi, que detém dois recordes mundiais no esporte. Apesar da marca inédita alcançada por Hermes, testemunhado por esportistas, fotógrafos e estabelecido na comunidade do highline, o feito ainda não foi registrado no Guiness World Records.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

O highline é a modalidade do slackline praticada nas alturas. Hermes, campeão mundial da modalidade freestyle – onde o foco é fazer manobras – na Suiça, em 2022, percorreu em Praia Grande 16 metros de distância sob uma fita de 2,5 centímetros de largura, a uma altura impressionante do chão e superando o recorde anterior de 1.901 metros do próprio Bridi, que comemorou o feito do colega.

— Nada melhor do que poder dividir momentos inesquecíveis como esse com alguém que faz parte da minha trajetória e que contribui tanto com a evolução do slackline — destacou o catarinense. 

Festival internacional de Highline transforma Florianópolis em capital do esporte durante quatro dias

Continua depois da publicidade

Foi a primeira vez de Hermes em Santa Catarina e também no Brasil. O atleta, que tem 23 anos e pratica o esporte desde 2012, é até hoje a pessoa mais jovem do mundo a entrar uma fita de highline, aos 12 anos de idade. Acostumado com aventuras, diz ter tido em Praia Grande uma das travessias mais especiais e únicas da vida.

— A linha no balão é incrível. Foi uma experiência muito intensa, que eu realmente não consigo colocar em palavras. Acho que mesmo agora, depois de semanas, eu ainda não processei completamente todas as emoções — ressaltou Hermes, nascido e crescido na cidade de Vail, no estado do Colorado.

— Desde que vi o Bridi andando entre os balões eu sabia que teria que fazê-lo por conta própria um dia. A grande ideia do projeto é sua originalidade.

Atleta de Florianópolis faz rifa para participar de campeonato mundial de highline na França

Com o feito, Santa Catarina vem se consolidando no cenário dos desafios de aventura, tendo atletas que se destacam nacionalmente e mundialmente, como Rafael Bridi e Gustavo Coutinho, além de estar se tornando um polo de atração a praticantes estrangeiros.

Continua depois da publicidade

“Especialmente Praia Grande, o ‘paraíso dos voos e projetos de balão’, por proporcionar um turismo de aventura moderno, de qualidade e extremamente contemplativo”, destacou Bridi em postagem nas redes sociais.

Acesse o perfil no Instagram de Davis Hermes e de Rafael Bridi para acompanhar as novidades no universo do highline em Santa Catarina e no mundo.

Confira imagens da incrível travessia

Relação de amizade entre os atletas

Bridi e Hermes, dois nomes de grande referência mundial no esporte, se conheceram pessoalmente no campeonato mundial que aconteceu na Suiça no ano passado, na região de Flims Laax, que tem bastante relação com esportes radicais, como snowboard, mountain bike e highline.

Continua depois da publicidade

— A gente tava lá competindo, ele com foco na modalidade de highline freestyle, que é manobra nas alturas, e eu na competição de speedline, que é velocidade — destacou Rafael Bridi.

— Ele acabou sendo campeão mundial e a gente viajou algumas semanas juntos, onde acabei visitando e passando um tempo na casa dele no Colorado. E aí nisso surgiu a ideia da gente fazer o projeto de highline junto no balão. Ele falou que queria vir para o Brasil, viajar e conhecer.

Catarinense é finalista no maior festival de filmes de esportes radicais do mundo

Perguntado sobre porque decidiu abrir mão do recorde, sendo que poderia ter atravessado a fita no mesmo dia que Hermes, Bridi diz que isso faz parte da visão da comunidade do esporte e que “novidades estão por vir”

— Foi uma contrapartida, compartilhar conhecimento, compartilhar ações, para a gente evoluir juntos assim — destacou o atleta.

Continua depois da publicidade

Leia também

Catarinense é finalista no maior festival de filmes de esportes radicais do mundo

“Caminhada bem prazerosa”, revela catarinense com recorde mundial de slackline entre balões

Destaques do NSC Total