nsc
santa

Surpresa

Estudante devolve Fusca ganhado em rifa para pagar faculdade de Medicina em Blumenau

Família ganhadora do sorteio decidiu deixar o carro com o dono

18/08/2021 - 06h46 - Atualizada em: 18/08/2021 - 10h54

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Pietra e o avô Walter continuarão com o Fusca
Pietra e o avô Walter continuarão com o Fusca
(Foto: )

A universitária que ganhou a rifa destinada a ajudar Pietra Bianca, de Blumenau, a se tornar médica, decidiu não ficar com o prêmio, um Fusca 1976. Laís Loth, 22 anos, também cursa a faculdade de medicina e foi o pai dela quem comprou os bilhetes.

A família encontrou Pietra e o avô dela, dono do automóvel, nesta terça-feira (17). Ao invés de buscar o carro, porém, eles comunicaram a decisão de deixá-lo com o proprietário.

— A gente ficou muito, muito em choque, muito feliz — revelou Pietra ao portal G1.

Ela e Laís estudam Medicina na mesma universidade, mas estão em fases do curso diferentes. A idealizadora do concurso tem 19 anos e está no segundo período da faculdade. A ganhadora, no décimo.

Logo que soube da rifa, o pai de Laís decidiu comprar alguns bilhetes para ajudar Pietra. Para a surpresa dela, o sorteio realizado no sábado (14) teve como número vencedor o 71.

> Estudante de Medicina ganha rifa para ajudar aluna do mesmo curso em Blumenau

Segundo Pietra, os mil números vendidos foram usados para quitar o valor que estava pendente com a instituição de ensino particular. O carro rifado é do avô dela, Walter Lautenschlager, de 69 anos. Ele é aposentado e havia comprado o Fusca há cerca de dois anos e fez uma reforma completa recentemente.

A jovem começou a cursar medicina em 2021, mas atrasou quatro mensalidades por falta de dinheiro. A dívida acadêmica era de aproximadamente R$ 28 mil e como o curso é integral, ela não conseguia trabalhar para ajudar nas despesas. A rifa ajudou a colocar os valores atrasados em dia.

Leia também

> Calor intenso em Blumenau faz inverno virar verão nesta semana; veja a previsão

> Temperaturas em elevação em SC

> Macuca de Blumenau será isolada do público; entenda

> Blumenau estima até três anos para recuperar prejuízos na educação por conta da pandemia

> Por que Blumenau tem vagas ociosas nas creches públicas e compra novas nas particulares? Entenda

Colunistas