nsc
nsc

Cartão postal

Macuca de Blumenau será isolada do público; entenda

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
17/08/2021 - 05h00
Frequentemente fotografada por turistas, antiga locomotiva será restaurada
Frequentemente fotografada por turistas, antiga locomotiva será restaurada (Foto: Marcelo Martins, Secom, Divulgação)

Um dos cartões postais mais fotografados por turistas que visitam Blumenau será isolado do público, mas por um bom motivo. Nos próximos dias a Macuca, que hoje repousa na praça em frente à prefeitura, será cercada por tapumes. É uma proteção necessária para dar início ao restauro do que restou da primeira locomotiva da cidade, que transitava pela antiga Estrada de Ferro de Santa Catarina.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

A bem-vinda e mais do que aguardada reforma será bancada pela empresa Insight Engenharia, que tem como sócios os ex-vereadores Fabio Fiedler e Robinsom Soares, o Robinho, vencedores da concessão da Praça Dr. Victor Konder. O edital estimava um investimento de pelo menos R$ 100 mil, mas essa conta deve ficar mais cara, segundo Robinho, em função da alta de preços provocada pela pandemia.

Desgastada pela ação do tempo, com pontos de ferrugem e amassados, a Macuca receberá serviços de funilaria e pintura. O trabalho é delicado e deve acontecer no próprio local, ou mais para o lado, na Praça Victor Konder em si, onde os investidores construirão uma réplica da Estação de Trem com um ponto de alimentação. É pouco provável que a Macuca seja transportada para alguma oficina, por exemplo.

Macuca vai mudar de local no futuro e ficar em frente à réplica da estação de trem, que será construída na Praça Victor Konder
Macuca vai mudar de local no futuro e ficar em frente à réplica da estação de trem, que será construída na Praça Victor Konder
(Foto: )

De acordo com Robinho, a Insight está finalizando os projetos definitivos, arquitetônico e de infraestrutura, da futura Praça da Estação e deve encaminhá-los para análise da prefeitura ainda nesta semana. O objetivo, segundo ele, é começar as obras imediatamente após o aval do poder público. 

Além da construção da réplica da antiga parada de trens, as obrigações da concessionária incluem a revitalização geral da praça, com a implantação de novo paisagismo e mobiliário urbano. Pelo edital, o investimento mínimo é de pouco mais de R$ 1,5 milhão, valor que será abatido de um aluguel mensal de R$ 8,7 mil. A concessão é válida por 30 anos.

Leia também:

Obra da Margem Esquerda em Blumenau foi prometida e não cumprida pelo governo de SC

Ônibus: por que Blumenau deve prestar atenção no modelo de tarifa proposto por Itajaí

Altona prepara investimento milionário em novas máquinas e equipamentos​

Repasses de Blumenau à Blumob vão chegar a R$ 34 milhões e podem se manter em 2022

Ex-presidente da Dudalina apoiou movimento que diz confiar no voto eletrônico

Blumenau vai dar descontos para quem atrasou pagamento de impostos na pandemia

“Shopping” para pets muda paisagem em rua de Blumenau e ganha data de inauguração​​​

​​​​​​Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas