nsc
nsc

Transporte coletivo

Ônibus: por que Blumenau deve prestar atenção no modelo de tarifa proposto por Itajaí

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
14/08/2021 - 15h30
Além da vantagem financeira, modelo proposto na cidade litorânea é estímulo adicional à bilhetagem eletrônica
Além da vantagem financeira, modelo proposto na cidade litorânea é estímulo adicional à bilhetagem eletrônica (Foto: Patrick Rodrigues, BD)

Respostas, ou ao menos parte delas, que Blumenau tanto busca para resolver a complexa equação da sustentabilidade do transporte coletivo podem estar a cerca de 50 quilômetros de distância. A prefeitura de Itajaí publicou na última semana um edital que prevê a concessão do serviço de ônibus pelos próximos 20 anos. É uma nova tentativa do município de buscar estabilidade para o sistema, que desde 2017 roda com contratos emergenciais. Itajaí, afinal, pode até estar do lado do mar, mas não é uma ilha imune aos desafios da mobilidade urbana em tempos de pandemia.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

Convém a Blumenau monitorar de perto o andamento do processo na cidade vizinha, já que o edital proposto traz um modelo diferente do que já se viu por aqui até agora. Além de contar com uma previsão legal de subsídio público – estimado em R$ 4 milhões anuais –, Itajaí está apostando onde o transporte costuma apertar mais para o usuário: o bolso. Neste ponto, a implantação de uma tarifa única surge como principal diferencial da proposta.

Funcionaria como um passe livre diário, mediante o pagamento de uma passagem de R$ 6 que daria direito a integrações e embarques ilimitados nos ônibus – em Blumenau a tarifa antecipada, válida para apenas um deslocamento sem conexão com os terminais, é de R$ 4,50. O usuário também poderia adquirir um pacote semanal, desembolsando R$ 36 (R$ 5,14 ao dia), ou mensal de R$ 156 (R$ 5,13 por dia), modalidades que estimulariam ainda mais a bilhetagem eletrônica.

— É uma estratégia para atrair passageiros e fidelizar o cliente no transporte. Ficando mais barato, a nossa expectativa é que aumente a demanda — justifica Rodrigo Lamim, secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Itajaí.

A conferir se a prática será condizente com a teoria de que um volume maior de usuários é a solução para o problema.

Embora com uma operação bem menor e características locais diferentes do que Blumenau, o novo modelo proposto em Itajaí demandará um investimento significativo da futura prestadora do serviço: são R$ 62,2 milhões ao longo da concessão, com uma frota de 44 ônibus equipados com ar-condicionado. Num momento de crise generalizada no transporte coletivo, haverá quem se disponha a pagar?

O interesse – ou a falta dele – de empresas na sessão de recebimento de propostas, marcada para o dia 13 de setembro, será um primeiro indicativo da viabilidade do modelo. Se surgirem interessados, por outro lado, pode ser um sinal de que há luz no fim do túnel.

Indústria 4.0

A Rudolph Usinados, fabricante de componentes mecânicos destinados principalmente ao setor automotivo, vai desembolsar R$ 3,1 milhões no desenvolvimento de soluções de digitalização e inteligência artificial na sua fábrica de Timbó, dentro dos princípios da Indústria 4.0 – considerada a quarta revolução industrial, com automação e integração entre equipamentos e dados. 

Parte desse valor vem de subsídio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), empresa pública de fomento. O projeto tem prazo de 19 meses para conclusão.

Revolução digital

O publicitário Walter Longo, que já presidiu o Grupo Abril, será uma das atrações das comemorações dos 25 anos da Seven, agência de comunicação com sede em Blumenau. Na próxima quarta-feira (18), Longo fará uma palestra on-line e gratuita com o tema “O Início da Idade Mídia”. Inscrições: https://bit.ly/3AEqgG5.

Leia também:

Altona prepara investimento milionário em novas máquinas e equipamentos​

Repasses de Blumenau à Blumob vão chegar a R$ 34 milhões e podem se manter em 2022

Ex-presidente da Dudalina apoiou movimento que diz confiar no voto eletrônico

Blumenau vai dar descontos para quem atrasou pagamento de impostos na pandemia

“Shopping” para pets muda paisagem em rua de Blumenau e ganha data de inauguração

Casamento de Bolsonaro com SC só tem sido bom negócio para o presidente​​

​​​​​​Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas