nsc
dc

ELEIÇÕES 2022

Ex-presidentes e atual titular do TSE defendem o uso da urna eletrônica

Manifestantes se reuniram neste domingo (1º) em vários pontos do país pedindo pelo voto impresso

02/08/2021 - 18h00 - Atualizada em: 02/08/2021 - 18h26

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Em videochamada, presidente alegou que sem eleições "limpas e democráticas" não haverá pleito em 2022
Em videochamada, presidente alegou que sem eleições "limpas e democráticas" não haverá pleito em 2022
(Foto: )

Ex-presidentes do Tribunal Superior Eleitoral, além do atual presidente da Corte, ministro Luís Roberto Barroso, divulgaram uma nota defendendo o uso das urnas eletrônicas nesta segunda-feira (2). No manifesto, eles destacam que a contagem pública manual, de cerca de 150 milhões de votos, significará a volta ao tempo das mesas apuradoras, cenário de uma série de fraudes que marcaram a história do Brasil. 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

“As urnas eletrônicas são auditáveis em todas as etapas do processo, antes, durante e depois das eleições. Todos os passos, da elaboração do programa à divulgação dos resultados, podem ser acompanhados pelos partidos políticos, Procuradoria-Geral da República, Ordem dos Advogados do Brasil, Polícia Federal, universidades e outros que são especialmente convidados”, diz a nota que também é assinada pelo vice-presidente do TSE, Luiz Edson Fachin, e do futuro presidente, Alexandre de Moraes. 

Nesse domingo (1º), apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) promoveram ato a favor da mudança no sistema eleitoral brasileiro para o voto impresso. O presidente, por meio de vídeochamada, afirmou que “sem eleições limpas e democráticas” não haverá pleito em 2022.

*Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

**Por Tácio Lorran e Luciana Lima.

Leia também: 

Concursos públicos em SC: veja vagas abertas em agosto, salários e como se inscrever

Bolsonaro diz que horário de verão pode voltar se maioria quiser

Bolsonaro em Joinville: como será a agenda do presidente na passagem pela cidade

Colunistas