nsc
santa

RUMO A BRASÍLIA

Giselle Chirolli, de Blumenau, assume como diretora nacional do Paradesporto

Anúncio foi feito pela própria prefeitura de Blumenau nesta terça-feira (31)

31/08/2021 - 16h53

Compartilhe

Por João Victor Góes
Giselle Chirolli foi uma das idealizadoras do Programa Paradesporto de Blumenau
Giselle Chirolli foi uma das idealizadoras do Programa Paradesporto de Blumenau
(Foto: )

A blumenauense Giselle Margot Chirolli, idealizadora e diretora do Programa Paradesporto de Blumenau, assumiu o cargo de diretora Nacional do Paradesporto, na Secretaria Nacional do Paradesporto. A pasta pertence à Secretaria Especial de Esportes, vinculada ao Ministério da Cidadania. 

O anúncio foi feito pela própria prefeitura de Blumenau nesta terça-feira (31).

> Receba notícias por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

O convite partiu do secretário nacional do Paradesporto, José Agtônio Guedes Dantas e foi endoçado pelo secretário especial de Esportes, Marcelo Magalhães e secretário adjunto, André Barbosa Alves.

— É uma conquista de toda uma cidade, que com união de todos os setores, poder público, Apesblu e a iniciativa privada conseguiram consolidar um trabalho consistente e permanente, utilizando o paradesporto como agente de transformação de vidas e de uma sociedade — conta Giselle.

Giselle também disse estar honrada com o convite e comemora o fato de ter a oportunidade de levar as experiências no Programa Paradesporto de Blumenau a nível nacional.

— Será um grande desafio que vou continuar me dedicando, como nestes mais de 15 anos de Paradesporto. Ter a oportunidade de adquirir experiência e aprendizado com grandes gestores do Paradesporto e do esporte, como os secretários Marcelo, André e Guedes é uma grande oportunidade. Estarei me dedicando ao máximo juntamente com toda a equipe da Secretaria Nacional para avançar cada vez mais em prol dos nossos paratletas — garantiu.

No lugar de Giselle, Beatriz Maria Schwanke Zipf assume a diretoria do Programa Paradesporto de Blumenau. Ela já atuava na Apesblu.

Leia também

> Empresa nacional quer assumir gestão da rodoviária de Blumenau

> Blumenau projeta orçamento municipal de R$ 3 bilhões para 2022

> 17 dos 35 bairros de Blumenau estão infestados pelo mosquito da dengue; veja lista

Colunistas