nsc
hora_de_sc

Música

Grupo de rock de Florianópolis se isolou às margens da Lagoa da Conceição para gravar disco

O trio de rock psicodélico UmQuarto lança "Apenas", seu álbum de estreia

16/09/2021 - 07h25 - Atualizada em: 16/09/2021 - 07h27

Compartilhe

Marina
Por Marina Martini Lopes
banda UmQuarto
O álbum "Apenas", lançado de forma independente, conta com dez faixas autorais
(Foto: )

Uma casa às margens da Lagoa da Conceição, em Florianópolis, cercada de natureza e com acesso apenas por barco: esse foi o cenário que fez nascer o disco Apenas, trabalho de estreia do UmQuarto, power trio de rock psicodélico. O álbum, lançado de forma independente, conta com dez faixas autorais, indo da agitação à calmaria, passando por todos os humores que sentimos no período entre 2020 e 2021. A banda define o lançamento como uma realização de um esforço conjunto em não deixar a música morrer nos tempos em que vivemos.

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

- É um trabalho com começo, meio e fim. Os singles nos dão certa liberdade criativa, no que diz respeito a experimentar novos estilos, novos arranjos. Mas um disco completo é importante para manter tudo muito equilibrado e coeso - comenta Mayer Soares, baixista e vocalista. - Foi um desafio produzir e criar arranjos para essas músicas durante nosso isolamento e distanciamento social.

Reunir-se com a equipe de produção durante a gestação de Apenas foi um dos diferenciais do trabalho:

- O álbum une os pontos entre os dois últimos singles lançados que estão no disco, Acordar e O Mar de Madalena, e que são bem diferentes em arranjos e sonoridades - diz Henrique Recidive, baterista. - Conseguimos atingir um nível de consistência dentro da bagagem sonora que cada membro traz para a banda. O tempo de gravação foi super apertado; a gente terminava uma música e já começava a gravar a próxima. O disco tem pouquíssimas edições, todas as nuances e oscilações de instrumentos foram preservadas intencionalmente.

> Paul McCartney e Rick Rubin conversam sobre música e criatividade em McCartney 3, 2, 1

As bagagens musicais de cada integrante, que vão do jazz ao hard rock psicodélico, incluindo também blues e experimental, estão impressas nas canções. De acordo com Thiago Mordentte, o fato da banda ficar isolada por uma semana dentro de uma casa de pedras do século XIX tombada pelo Patrimônio Histórico de SC teve um peso psicológico e musical:

- A magia do local foi incorporada - afirma o guitarrista. - Foi um grande desafio concluir todo o processo de gravação: os produtores vieram de São Paulo com todo o equipamento necessário para captação de áudio; foi preciso alugar um barco para transportar todo o equipamento até a casa. Trabalhamos duro das 9h até às 23h todos os dias.

> Hashtags surgiram há mais de 10 anos na internet; conheça a origem

Com o lançamento do álbum, a banda caminha para um novo momento da carreira - e se prepara para o início da turnê de divulgação, prevista para o próximo ano. A capa do disco é de autoria de Manu d'Eça, e retrata um amplificador próximo a uma janela do casarão onde a banda gravou o trabalho, com a Lagoa da Conceição ao fundo.

Ouça Apenas no Spotify.

Leia também:

> Animação catarinense Sonhos da Isah é selecionada para festival internacional de cinema científico

> Especial Nos Trilhos do Blues: as origens e os subgêneros de um dos estilos mais influentes da música

Colunistas