nsc
dc

Pandemia

“Havia recomendação para não me reanimar”, diz paciente da Prevent Senior em CPI

Tadeu Frederico de Andrade afirma que buscou atendimento à empresa após os primeiros sintomas de coronavírus

07/10/2021 - 15h30

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
O advogado prestou depiomento à CPI nesta quinta-feira (7)
O advogado prestou depiomento à CPI nesta quinta-feira (7)
(Foto: )

Em depoimento à CPI da Covid-19 nesta quinta-feira (7), o paciente da Prevent Senior Tadeu Frederico de Andrade relatou que os profissionais da empresa tentaram convencer sua família de que seu quadro de saúde era irreversível. De acordo com o depoente, os enfermeiros foram recomendados a não tentar reanimá-lo, caso ele viesse a ter uma parada cardíaca.

> Receba as principais informações de Santa Catarina pelo Whatsapp

O advogado procurou a empresa após os primeiros sintomas de coronavírus. Durante uma consulta inicial, os médicos da Prevent lhe prescreveram os medicamentos previstos no "tratamento precoce". O quadro de saúde, conforme conta, piorou a partir disso. 

> Luciano Hang processa senadores da CPI da Covid

“Comecei a ser medicado por uma teleconsulta, sem saber o que eu tinha. Tive resultado positivo, já estava terminando esse tratamento e estava piorando. No dia 30 de dezembro à noite, tive que ir para um pronto-socorro. Fiz novamente um exame de PCR, que confirmou meu diagnóstico. Foi constatado que eu estava com pneumonia bacteriana avançada. Acho que um atendimento imediato, no primeiro dia, talvez tivesse combatido a doença mais eficientemente”, detalhou. 

Leia mais em Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Leia também

> MPF arquiva investigações contra Bolsonaro por motociata em SC

> Variante Delta: veja a eficácia de cada uma das vacinas da Covid​​

> Conheça os 16 animais mais estranhos e raros vistos em SC

Colunistas