nsc
santa

Feminicídio

Homem acusado de matar e enterrar esposa e filho em SC vai a júri popular

Laudo apontou que mulher foi envenenada com chumbinho e bebê se contaminou pelo leite materno

27/04/2021 - 07h16 - Atualizada em: 27/04/2021 - 12h54

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Josi tinha 36 anos quando foi assassinada e o filho três meses
Josi tinha 36 anos quando foi assassinada e o filho três meses
(Foto: )

O homem suspeito de matar Josieli Lopes, 36 anos, e o filho dela de apenas 3 meses de vida deve ir a júri popular, definiu a Justiça de Itapema na última semana. Luiz Souza está preso desde setembro do ano passado, quando teria cometido os crimes por envenenamento em Itapema e enterrado os corpos em Rio dos Cedros. A defesa pode recorrer da decisão.

> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp.

O processo tramita em segredo de Justiça. Conforme a advogada Andressa Valle Medeiros, que atua como assistente de acusação no caso, na decisão de pronúncia o juiz determinou que o acusado seja submetido ao júri pelos dois homicídios, ocultação de cadáver e fraude processual. Para o Ministério Público, o motivo torpe, emprego de veneno mediante dissimulação e o feminicídio são as qualificadoras do assassinato de Josi, como era conhecida.

Souza teria colocado chumbinho na comida que ofereceu à ex-mulher por não aceitar o fim do relacionamento. À época, de acordo com o delegado Diogo Medeiros, aquele seria o último dia do suspeito na casa, conforme estabelecido pela vítima durante a conversa do término.

Depois de comer, Josi amamentou o bebê, o que passou a substância nociva para o pequeno. Quando começou a passar mal, pediu que Souza a levasse ao médico. Foi quando ele seguiu em direção a Rio dos Cedros, em uma área rural de difícil acesso.

— Ele encheu o tanque do carro antes do jantar porque sabia que iria para Rio dos Cedros. A motivação é por esse pensamento de posse sobre a mulher. Ao perceber que perderia o que ele achava ser da propriedade dele, decidiu se desfazer matando ela — resumiu Medeiros.

Se a defesa de Souza não recorrer até a próxima semana, a data do júri deve ser marcada pela Justiça. A reportagem não localizou o advogado dele até o fechamento deste texto. 

Leia também:

> Carro na contramão da Via Expressa de Blumenau assusta motoristas e motiva chamado à Guarda; veja vídeo

> Jovem cai de bicicleta e fica ferido por conta de fio solto em poste de Blumenau

> Cortina do abraço aproxima idosos e familiares em asilos de Blumenau e região

> Homem acusado de matar e enterrar esposa e filho em SC vai a júri popular

> Venda da Hering marca o fim de uma era para Blumenau

> Água da Serra, da famosa Laranjinha, busca local para construir nova fábrica de bebidas

Colunistas