nsc
hora_de_sc

Feminicídio

Homem estrangulou esposa antes de ser atropelado em Santo Amaro da Imperatriz

Irmão do suspeito também está preso por matar ex-mulher há três anos

02/06/2021 - 10h04 - Atualizada em: 02/06/2021 - 10h08

Compartilhe

Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Homem se jogou contra um veículo na BR-282
Homem se jogou contra um veículo na BR-282
(Foto: )

O atropelamento de um homem de 43 anos por um caminhão na BR-282, em Santo Amaro da Imperatriz, na manhã de terça-feira (1º), teria sido provocado, segundo a Polícia Civil. O homem teria matado a esposa de 38 anos por estrangulamento antes de se jogar contra um veículo na rodovia. Ele ficou ferido e foi encaminhado ao Hospital Regional de São José, onde acabou preso em flagrante. O irmão dele também está preso por cometer o mesmo crime — feminicídio — contra a ex-mulher em 2018.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

A filha do casal de 11 anos acordou quando o pai já não estava mais em casa e encontrou a mãe morta, com marcas de estrangulamento. Funcionários da empresa onde o suspeito trabalhava foram até a residência para avisar que o homem havia sido atropleado, mas, chegando no local, encontraram a mulher na cama e a filha. Eles chamaram o Samu.

À polícia, os colegas de trabalho contaram que acharam a vítima desacordada e pensaram que ela tinha passado mal. Quando a ambulância chegou, os socorristas encontraram o corpo quente e tentaram fazer a ressuscitação. Em seguida, perceberam os sinais de morte por estrangulamento.

Durante a perícia, uma flor, que o suspeito deu à vítima um dia antes do crime, e um bilhete escrito pelo marido foram encontrados na casa. A mensagem designava uma pessoa para cuidar da filha de 11 anos do casal. A carta também confessava o crime, "que foi feito por amor". O suspeito pediu para ser enterrado no mesmo lugar que a mulher, porém, ele não morreu atropelado e nem corre risco de vida.

> Suspeito de matar jovem carbonizada em Descanso tem prisão preventiva decretada

A delegada regional de Palhoça, Michele Alves Correa Rebelo, que investiga o caso, informou que não havia nenhum boletim de ocorrência anterior envolvendo a relação do casal. Familiares e conhecidos contaram à polícia que a vítima estava tentando se separar do marido e ele não aceitava o término do relacionamento. O casal tinha, além da filha de 11 anos, um filho de 18 que morava com eles e outros dois maiores de idade que não residem em Santo Amaro da Imperatriz.

Os depoimentos foram colhidos na terça-feira (1º) e o Instituto Geral de Perícias esteve no local para investigar a cena do crime. O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal e o suspeito será levado ao presídio quando terminar os procedimentos no hospital.

> Piloto de Joinville é encontrado morto em rio em Roraima

Irmão também cometeu feminicídio

Segundo a polícia, o irmão do suspeito cometeu o mesmo crime contra a ex-mulher em outubro de 2018 e também está preso. Na época, o casal havia se separado há dois meses e a vítima estava em uma clínica fazendo exercícios com um grupo de pessoas, quando o ex-marido deu dez golpes de canivete na região das costelas e nas costas. Quando os policiais chegaram, encontram o homem com a faca na mão. Ele confessou o crime, não reagiu e foi preso em flagrante.

Leia também

Corpus Christi: veja o que abre e fecha na Grande Florianópolis

Jovem que se passou por médica tirava fotos dos procedimentos

Auxílio de SC só poderá ser gasto em mercados e farmácias

Colunistas