nsc
dc

VÍTIMA DA COVID-19

Homem morre após nebulização com hidroxicloroquina sem permissão no RS

Família de Lourenço Pereira, 62 anos, afirmou não ter dado aval para o médico que fez o tratamento

04/04/2021 - 19h37

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Homem recebe nebulização com hidroxicloroquina sem autorização e morre
Homem recebe nebulização com hidroxicloroquina sem autorização e morre
(Foto: )

Lourenço Pereira, 69 anos, morreu em um hospital de Alecrim, no Rio Grande do Sul, dois dias após ter feito quatro sessões de nebulização de hidroxicloroquina diluída. Segundo o portal Gaúcha ZH, o tratamento, sem eficácia comprovada e considerado experimental por não constar nos protocolos do Ministério da Saúde contra a Covid-19, foi prescrito pelo médico.

> Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

- O que pretendemos é buscar justiça para tudo o que ocorreu com o meu pai no período da internação, para que outras pessoas não passem por tratamentos experimentais. Não teríamos autorizado, sobretudo por sabermos que essa conduta médica não tem base legal - diz a filha Eliziane Pereira, 32 anos.

A família do paciente Lourenço Pereira diz não ter sido consultada sobre as nebulizações e afirma que não emitiu nenhuma autorização. Eles fizeram uma denúncia ao Ministério Público requerendo a investigação do caso alegando que a medicação contribuiu para a piora do quadro de saúde de Pereira.

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

*Por Juliana Barbosa

Leia também:

> Estoque de hidroxicloroquina doado pelos EUA está parado em SC; são mais de 200 mil comprimidos

> Quem são as personalidades de SC que morreram de Covid-19 em 2021

> Cobra é encontrada no mar em praia de São Francisco do Sul; veja vídeo

> Grupo atacadista investe R$ 500 milhões em 2021, com mais novas lojas em SC

> Ex-prefeito de Guaramirim, Lauro Fröhlich morre com Covid após três semanas na UTI

Colunistas