nsc
santa

Maus-tratos

Homem tenta promover rinha de cães em Itapema e testemunhas separam os animais

ONG de proteção aos animais precisou ser chamada para resgatar um dos cachorros

16/11/2021 - 18h49 - Atualizada em: 24/12/2021 - 16h38

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Pitbull foi recolhido e está aos cuidados de ONG recebendo atendimento veterinário
Pitbull foi recolhido e está aos cuidados de ONG recebendo atendimento veterinário
(Foto: )

Um homem foi preso pela Polícia Militar na segunda-feira (15) em Itapema pelo crime de maus-tratos aos animais. Segundo o Grupo Operações Resgate (GOR), o detido tentou promover uma rinha de cães e quando o tutor do outro animal não aceitou a proposta ele provocou uma briga. O homem assinou um termo circunstanciado na delegacia e foi solto.

> Receba notícias do Vale do Itajaí pelo WhatsApp

De acordo com o presidente do GOR, era por volta das 17h quando a entidade recebeu o pedido de ajuda da PM para atender a ocorrência. Pedro Henrique da Silva conta que um homem passeava com rottweiler quando foi abordado por outro caminhando com um pitbull. Esse teria proposto uma rinha entre os animais e o dono do cão que vencesse levaria R$ 100.

— O dono do rottweiler recusou e se retirou do local, mas na sequência o dono do pitbull foi atrás e atiçou o animal dele contra outro. Tanto que quando a polícia precisou fazer a contenção desse masculino, várias vezes ele provocou o animal contra as guarnições da PM e a nossa também — conta.

Pessoas que estavam próximas precisaram intervir para conseguir separar os cachorros evitar um desfecho pior. Os dois homens também brigaram e a polícia teve de pedir reforços para conter o autor da proposta de rinha. Ao ser questionado pelos militares, ele negou a oferta e disse que o cão dele havia sido atacado.

O tutor do rottweiler foi liberado e levou o cão ao veterinário com alguns ferimentos, mas sem gravidade. O pitbull foi recolhido e está sob a responsabilidade do Grupo Operações Resgate até uma decisão da Justiça sobre a tutela do animal. O cão teve perfurações pelo corpo, está recebendo atendimento médico e vai ser castrado.

Indignação

Na delegacia de Polícia Civil, em Balneário Camboriú, o caso não foi enquadrado como maus-tratos e sim como omissão de cautela, com pena mais branda. O fato causou indignação nos voluntários da ONG, pois vai contra os avanços recentes de proteção animal. Além disso, por conta do tipo de enquadramento, o homem pode requer a posse do pitbull novamente.

— Ele vai sair praticamente impune, porque ele vai responder ao termo circunstanciado que não é nada perto do crime de maus-tratos. [...] Inclusive o advogado dele já entrou em contato comigo falando que vai solicitar a restituição do animal — lamenta.

O inquérito foi enviado ao Fórum e aguarda manifestação do Ministério Público. 

Leia também

> Cachorro segura balde para ajudar o dono em SC e cena viraliza; veja o vídeo

> Cachorrinho é encontrado vivo após ficar nove dias preso em rocha em Gaspar​​

> 48 cachorros de raça são resgatados em situação de maus-tratos em SC; veja fotos

> Perder um pet é tão difícil quanto perder um familiar, diz estudo​​

Colunistas