nsc
an

Saúde pública

Hospital de Joinville deve demorar 30 dias para receber remédios para pacientes com Covid-19

Estado vai repassar um lote nesta sexta-feira, mas será o suficiente apenas para cerca de três dias

06/08/2020 - 09h46

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Todos os leitos de UTI do Hospital Bethesda estão ocupados
Todos os leitos de UTI do Hospital Bethesda estão ocupados
(Foto: )

O Hospital Bethesda, de Joinville, deve receber apenas em setembro os remédios básicos comprados para pacientes com Covid-19 internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). As medicações são anestésico, relaxante muscular e sedativo. Segundo a unidade, o pedido foi feito em julho, mas deve chegar daqui a 30 dias. No início desta semana, o Bethesda divulgou nota para comunicar a falta dos remédios.

Segundo o diretor executivo da instituição, Hilário Dalmann, o hospital tem conseguido comprar alguns medicamentos, mas não o suficiente para toda a demanda. Na última quarta-feira (5), por exemplo, foram solicitados mil ampôlas de um medicamento, mas chegaram apenas 50.

- Nós estamos nos virando com empréstimos do município e do Estado - explicou.

De acordo com o Hospital Bethesda, a compra de remédios feita pela unidade em julho é o suficiente para atender a demanda de aproximadamente um mês. O problema é que está havendo a demora na entrega em todo o mercado brasileiro após o aumento da demanda por causa da pandemia.

Repasse do Estado deve durar poucos dias

Nesta sexta-feira, o Estado vai repassar ao hospital um total de 1.170 unidades de três medicamentos diferentes. A direção do Bethesda já informou que a quantidade será suficiente para uma média de três dias.

Com essa dificuldade, a unidade informou que está sem condições de abrir novos leitos de UTI até que a situação se regularize. Apesar disso, a direção continua trabalhando em paralelo para criar infraestrutura para uma futura abertura de novos leitos, aso seja necessário.

O hospital continua atendendo os dez pacientes internados na UTI de Covid-19. Caso algum deles receba alta nos próximos dias, a unidade poderá receber um novo paciente para ocupar o leito.

​> Receba notícias de Joinville e da região Norte de SC por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do AN

Leia também

> "A família não tem visão dele doente, de tão rápido que foi", diz filho de vítima do coronavírus em Joinville

>" Ela fez diferença na vida de muita gente", diz amiga de joinvilense de 33 anos que morreu de Covid-19

> Juliana: a mais jovem vítima de coronavírus em Joinville

> "Era a pessoa mais feliz que já vi": Luiza Amélia, servidora aposentada da Câmara de Vereadores, foi vítima do coronavírus

Colunistas