nsc
an

Imunização

Idosos e profissionais da saúde de Joinville podem realizar pré-cadastro para receber vacina da Covid-19

A partir da chegada das doses, vacinação poderá ser agendada pelos profissionais ainda não imunizados e população com mais de 60 anos

01/02/2021 - 20h44

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
Profissionais da saúde e idosos acima de 60 anos fazem parte do público-alvo do pré-cadastramento
Profissionais da saúde e idosos acima de 60 anos fazem parte do público-alvo do pré-cadastramento
(Foto: )

A vacinação para idosos acima de 60 anos e profissionais da saúde ainda não imunizados está mais próxima de acontecer. Iniciou, nesta segunda-feira (1º), a primeira etapa que consiste no pré-cadastro desse público, que será os próximo a receber a vacina contra a Covid-19 em Joinville. A etapa vai até o meio dia da próxima quarta-feira (3).

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

Segundo a Secretaria da Saúde, o cadastro é feito por meio do site da Prefeitura de Joinville. As informações serão utilizadas para dar prosseguimento ao processo de vacinação contra a Covid-19, respeitando os grupos prioritários estabelecidos pelo Programa Nacional de Imunização.

O cadastro é realizado utilizando o CPF e demais informações pessoais. O intuito é abastecer o banco de dados que será utilizado para os agendamentos, segunda etapa do processo. 

> Vacinação da Covid-19 em Joinville: entenda como acontece a imunização

> O que falta para outros grupos serem imunizados contra a Covid-19

Com base no número de pessoas cadastradas pertencentes a cada um dos grupos prioritários e no número de doses disponíveis, a Prefeitura de Joinville irá liberar o agendamento dos horários para a aplicação das doses.

- O pré-cadastro é muito importante para que tenhamos o número exato dos nossos públicos-alvo para a vacinação. Neste momento, é fundamental que todos os profissionais da saúde que ainda não foram vacinados e os idosos acima de 60 anos façam seus cadastros - destaca Jean Rodrigues da Silva, secretário da Saúde de Joinville.

> Joinville encerra janeiro com três bairros com mais de 100 casos ativos de coronavírus

Colunistas