nsc
dc

Pandemia

Índia autoriza exportação e deve enviar doses da vacina para o Brasil nesta sexta

Ministério da Saúde aguarda 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca com a universidade de Oxford

21/01/2021 - 13h32 - Atualizada em: 21/01/2021 - 16h39

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Vacina contra o coronavírus
Brasil conta com as doses da vacina para seguir programa de imunização contra o coronavírus
(Foto: )

O governo indiano autorizou nesta quinta-feira (21) o início das exportações de doses da vacina contra o coronavírus desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford. Com isso, 2 milhões de doses devem ser enviadas ao Brasil nesta sexta (22). As informações são da agência de notícias Reuters.

> Astrazeneca e CoronaVac: as diferenças entre as vacinas da covid-19 em SC

As doses já eram esperadas pelo governo brasileiro para iniciar a vacinação contra a covid-19 no país, mas atrasaram após o governo indiano segurar as exportações até iniciar seu próprio programa de imunização.

Segundo as informações divulgadas, o ministro Harsh Vardhan Shringla disse que as exportações comerciais iniciam nesta sexta. O envio deve começar por Brasil e Marrocos, e depois seguir para África do Sul e Arábia Saudita.

A vacina da AstraZeneca também será fabricada no Brasil, por uma parceria com a Fiocruz no Rio de Janeiro. Enquanto o país não tem as doses nacionais, a contratação foi feita com o laboratório Serum, na Índia, que é um dos maiores produtores mundiais e já fornece outros imunizantes ao Brasil.

Leia também

Índia anuncia exportação da vacina AstraZeneca para seis países; Brasil fica de fora

Quando serei vacinado contra a Covid-19 em Santa Catarina?

Liberação de insumos para vacinas contra covid-19 será discutida em reunião com embaixada da China

Colunistas