nsc
    dc

    Vacinação

    Insumos para 8,6 milhões de doses da Coronavac chegam ao Brasil no dia 3, diz governo Doria

    As afirmações foram feitas durante evento no Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi, na zona oeste de São Paulo

    26/01/2021 - 12h30

    Compartilhe

    Folhapress
    Por Folhapress
    Vacina Coronavac
    De acordo com o diretor do Butantan, Dimas Covas, 5.400 litros dos insumos para produzir a Coronavac chegam a partir de 3 de fevereiro
    (Foto: )

    Em coletiva que contou com a presença do embaixador da China, o governo João Doria (PSDB) anunciou nesta terça-feira (26) que os insumos chegam a partir do dia 3 de fevereiro.

    > Vacina tríplice viral reduz em 54% risco de sintomas de Covid-19, diz estudo da UFSC

    As afirmações foram feitas durante evento no Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi, na zona oeste de São Paulo.

    De acordo com o diretor do Butantan, Dimas Covas, 5.400 litros dos insumos para produzir a Coronavac chegam a partir de 3 de fevereiro. Além disso, há mais 5.600 litros de insumos em vias de liberação.

    "Chegando 5,4 litros no dia 3, iniciaremos a produção que vai originar em torno de 8,6 milhões que serão liberadas 20 dias depois, cumprindo assim logo que se complementa o ciclo de controle de qualidade também. E esses adicionais 5,6 mil litros também originarão um pouco mais de 8,6 milhões de doses, permitindo assim a manutenção do cronograma que havíamos proposto ao Ministério da Saúde", disse Dimas Covas.

    Em mensagem transmitida durante o evento de Doria, o embaixador Yang Wanming negou que os insumos não tenham chegado devido a questões políticas.

    > Pane mecânica no Arcanjo 2 atrasa entrega de vacinas AstraZeneca em Chapecó

    "Em relação a autorização para exportação de insumos da vacina, acredito que todos sabemos muito bem que se trata de uma questão técnica e não política. As vacinas são uma arma para manter a pandemia e garantir a saúde do povo. E não um instrumento político", disse.

    A entrevista coletiva foi marcada por afirmações de representantes do governo que buscaram mostrar que a responsabilidade pela vacina foi o governo estadual, não o governo Jair Bolsonaro (sem partido).

    O presidente irritou Doria ao anunciar a liberação de insumos da Coronavac.

    Leia também

    > Farmácia que vendia remédio "comprovado" contra Covid em Florianópolis é notificada pelo Procon

    > SC recebe mais 21,6 mil doses de CoronaVac para vacinação contra Covid-19

    > Vacina: 71% das cidades de SC receberam menos de 100 doses no primeiro lote

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas