nsc
an

Tecnologia 5G

Jaraguá do Sul é a primeira cidade de SC a testar a transmissão de 5G por luminárias; entenda

Com anúncio, cidade pode antecipar a corrida para instalação da quinta geração de internet

17/12/2021 - 08h33 - Atualizada em: 17/12/2021 - 08h55

Compartilhe

Sabrina
Por Sabrina Quariniri
Conecta 5G deve facilitar a instalação dessa infraestrutura habilitadora
Conecta 5G deve facilitar a instalação dessa infraestrutura habilitadora
(Foto: )

Jaraguá do Sul, no Norte catarinense, é a primeira cidade do estado a testar o projeto Conecta 5G, que vai levar a tecnologia a municípios brasileiros por meio de luminárias inteligentes. O anúncio foi feito durante evento nacional em Natal (RN) na quinta-feira (16). Com isso, a cidade pode antecipar a corrida para instalação da quinta geração de internet.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A implementação desta quinta geração de rede móvel prevê a construção de novas bases de conexão para transpor obstáculos fixos, como prédios e torres, por exemplo, e o Conecta 5G deve facilitar a instalação dessa infraestrutura habilitadora da luminária inteligente, que contém uma antena 5G embutida e utiliza a tecnologia de chipset. 

A vantagem para as cidades é que a iluminação pública é municipal e as prefeituras dispõem de recursos para adquirir novas luminárias e, com a integração das antenas 5G às luminárias, os municípios poderão criar sua própria infraestrutura de redes 5G e oferecer conectividade rápida para a população. Além disso, as prefeituras poderão gerar receitas acessórias, alugando suas antenas, dentro das luminárias, para as operadoras de telefonia móvel.

Para isso, os estados e municípios deverão alterar sua legislação, permitindo a instalação de mais antenas em locais públicos. Os equipamentos são desenvolvidos pelas empresas Nokia e Juganu exclusivamente para serem testados neste projeto. 

Inicialmente, além de Jaraguá do Sul, outros três municípios e uma capital devem participar dos testes: Ceará-Mirim (RN), Petrolina (PE), Araguaína (TO) e Curitiba (PR). Nesta primeira fase, o Conecta 5G terá a duração de 36 meses e recursos da ordem de R$ 10,3 milhões, sendo R$ 10 milhões da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), que fez parte do lançamento do projeto, junto ao Ministério das Comunicações (MCom) do Governo Federal.

Capitais são prioridade

Conforme cronograma da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as capitais brasileiras serão prioridade na implementação das redes 5G. O edital estabelece que o atendimento para os maiores centros deve ser até 31 de julho, mas algumas cidades podem receber a tecnologia antes deste prazo. 

Em Florianópolis, faltava uma legislação local para a instalação de antenas 5G. A Câmara de Vereadores aprovou a lei complementar número 716/2021 e o prefeito Gean Loureiro sancionou dia 9 deste mês, com um veto. Falta agora apenas a a revisão desse veto, o que pode ser feito ainda neste mês

Leia também

Preço do gás de cozinha em Joinville aumentou R$ 27 desde o início do ano

​IGP conclui laudo sobre a queda de calçada na abertura de Natal em Joinville

Antiga estrada é “descoberta” em Joinville e pode ser novo acesso em bairro

Como emenda, Vale Verde está de volta à Câmara de Joinville

Edital para projeto da Cidadela de Joinville não tem interessados e reforma segue distante

Construção de complexo no Moinho Joinville tem edital de quase R$ 100 milhões

Colunistas