nsc
an

Apresentação

Jerson Testoni planeja JEC competitivo na montagem de elenco: “Temos que ser cirúrgicos”

Treinador foi apresentado na tarde desta quarta-feira (22) no CT Vilson Florêncio

22/06/2022 - 16h14 - Atualizada em: 22/06/2022 - 16h18

Compartilhe

Marcelo
Por Marcelo Henrique
Testoni
Jerson Testoni foi apresentado nesta quinta-feira no CT Vilson Florêncio
(Foto: )

Jerson Testoni foi apresentado como novo treinador do JEC na tarde desta quarta-feira (22) e afirmou que pretende montar um time competitivo para a disputa da Copa Santa Catarina. A coletiva de imprensa aconteceu no CT Vilson Florêncio, onde ele estava acompanhado do presidente, Charles Fischer, e do executivo de futebol, Tiago Borges.

​​​​​​> ​Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Segundo Testoni, as contratações passam por um trabalho de mapeamento em cima de números, desempenho e performances. A ideia é ter jogadores com potencial que sejam viáveis na atual condição financeira do clube.

- Esperamos acertar na maioria [dos reforços]. Temos que ser cirúrgicos na montagem, até pelo orçamento. Temos uma equipe de apoio trabalhando os nomes - comenta.

Incerteza sobre o estilo de jogo

Outro assunto debatido na coletiva foi o estilo de jogo que será adotado pelo treinador. Por mais que as equipes comandadas por Testoni tenham o hábito de construir o jogo e ficar mais com a bola, o técnico foi cauteloso em relação à forma que o JEC irá jogar.

- Eu sou um treinador que procuro trabalhar todas as fases do jogo, acho que minha equipe tem que estar preparada para os desafios na partida - explica.

Treinadores, jogadores e empresas: veja a lista de dívidas do JEC em recuperação judicial

O profissional de 42 anos aponta que o grupo será montado com as características que se adaptem ao orçamento. Após as definições, o time será desenvolvido na parte tática e técnica.

Testoni só aceitou treinar o JEC pelo contrato longo

Testoni afirma que recebeu sondagens de outros times, mas que se sentiu valorizado ao perceber a vontade do Joinville em contratá-lo. Além disso, a tradição e a estrutura do clube também pesaram na escolha.

JEC confirma participação na Copa Santa Catarina 2022

Contudo, o treinador foi sincero e disse que o principal motivo de treinar o Coelho é a continuidade no cargo, já que seu contrato termina no final do Catarinense de 2023.

- Se fizesse o convite até o final da Copinha eu não viria, só aceitei o desafio porque é até o final do Estadual, um prazo mais longo para trabalhar - revela.

Sob supervisão de Hassan Farias

Leia também:

Procura pelo cadastro da Habitação em Joinville cresce 44% neste ano

Morador lamenta deixar casa após rua ceder em São Bento do Sul: “Criei meus filhos aqui"

Joinville tem novo esquema para quem vacinou com Janssen; veja como vai funcionar

Colunistas