nsc
dc

Unidos pela Vacina

Luiza Trajano pede respostas a cidades de SC para ajudar na vacinação da Covid

Grupo de empresários faz doações para atender as necessidades dos municípios

18/03/2021 - 09h29 - Atualizada em: 18/03/2021 - 12h20

Compartilhe

Fernanda
Por Fernanda Mueller
Em entrevista a NSC TV, a líder da organização, Luiza Helena Trajano, explicou como a ação funciona
Em entrevista a NSC TV, a líder da organização, Luiza Helena Trajano, explicou como a ação funciona
(Foto: )

Com o objetivo de vacinar todos os brasileiros até setembro de 2021, o grupo Mulheres do Brasil criou o movimento Unidos Pela Vacina, que reúne empresários de todo o país. Em entrevista a NSC TV na manhã desta quinta (18), a líder da organização, Luiza Helena Trajano, explicou como a ação está ajudando os municípios a aceleraram a vacinação. 

> Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

> Confira o Monitor da Vacina em SC

Para auxiliar cada município com as necessidades mais urgentes, o movimento criou um questionário de 13 perguntas para ser respondido pelo secretário de saúde e prefeito de cada um dos 5.520 municípios do país. As questões podem ser respondidas pelo celular ou pelo computador. 

— Com isso, queremos ter todas as informações do que está precisando naquele município. Porque, quando ligamos para os governadores, eles falam 'só estamos precisando de vacina', mas não é. A maioria das vezes estão precisando de geladeira, porque ela tem que ser própria, está precisando de caixa térmica, luva, crachá, até de local para vacinar — explica a dona da rede de lojas de varejo Magazine Luiza. 

Ao saber as necessidades de cada município, o movimento cruza as informações com os empresários que têm interesse em ser doadores. Eles então se tornam "padrinhos" de cada cidade. 

Luiza Helena destaca que várias cidades estão sendo beneficiadas com as doações. Segundo ela, Minas Gerais, por exemplo, já teve metade dos municípios atendidos. Por esse motivo, a empresária faz um apelo para que as prefeituras de Santa Catarina respondam o questionário: 

— Em Santa Catarina tem 295 municípios, e só conseguimos resposta de 188. Então queremos que até 30 de março todos tenham respondido. É uma vantagem para o Estado, para o governador e para o município, porque o padrinho dá tudo o que eles precisam. Vai chegar mais vacinas, ainda vamos passar por um período difícil, mas vai chegar mais. E aí precisamos estar aptos para vacinar o mais rápido possível a população. E quem vacina, é o município. É isso que temos que entender — destaca a empresária. 

Para ter acesso ao questionários, as prefeituras devem enviar um email para: prefeitura@grupomulheresdobrasil.org.br. Em até 24h o município recebe o questionário. Mais informações sobre o movimento também podem ser acessadas no site www.unidospelavacina.org.br

Leia também:

Hospitais de SC diluem remédios para amenizar falta de itens em estoque

Florianópolis volta atrás e permite permanência em praias até as 18h

Ministério da Saúde anuncia mais 138 milhões de vacinas da Pfizer e da Janssen

Colunistas