nsc
dc

Trânsito

Mais de 40 radares de velocidade serão instalados na BR-101; veja onde e quando

Equipamentos fixos têm prazo para começar a operar até dezembro de 2021 no trecho Sul da BR

09/08/2021 - 14h22 - Atualizada em: 11/08/2021 - 08h36

Compartilhe

Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Radares fixos estão sendo instalados mas ainda não estão em funcionamento
Radares fixos estão sendo instalados mas ainda não estão em funcionamento
(Foto: )

Ao todo, 42 radares de velocidade serão instalados no trecho Sul da BR-101 até dezembro de 2021. A instalação estava prevista no contrato de concessão do trecho para a empresa CCR ViaCosteira desde 2020. O prazo máximo para que todos os equipamentos fixos estejam funcionando e fiscalizando é dezembro de 2021.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

A concessionária está na fase de instalação dos radares de velocidade, que deve durar cerca de um mês. Antes do início da fiscalização com esses equipamentos, é preciso passar por mais três fases: teste, homologação pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e aprovação pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Todo esse processo precisa ser finalizado no máximo até dezembro deste ano.

Os controladores de velocidade ainda não têm lugares definidos, mas alguns já estão sendo instalados e preservados com uma capa protetora. O que se sabe até agora é que os 42 radares serão distribuídos entre o sentido sul e norte da BR-101 Sul, trecho que vai desde de Palhoça até Passo de Torres, cidade que faz divisa com o Rio Grande do Sul. 

Os pontos de implantação são indicados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), considerando alguns critérios. Entre eles estão o número de acidentes, o fluxo de veículos e o perímetro urbano da rodovia.

Não há um padrão para a instalação dos radares, mas como o trecho da rodovia tem 220 quilômetros, na média, é como se um radar fosse instalado a cada 10 quilômetros da estrada, considerando os dois sentidos da BR-101 Sul.

> Homem tem as pernas amputadas depois de ficar preso embaixo de trem em Mafra

A velocidade máxima permitida para veículos de passeio continuará sendo 110km/h, e para comerciais de 90km/h. A concessionária precisa avisar o público nos próximos meses quando os radares começaram a operar e fiscalizar.

Leia também

Venda de objetos nazistas gera denúncia em cidade de SC; veja

Com variante Delta em SC, não é hora de baixar a guarda

Quem era o jovem morto em colisão flagrada na SC-350

Colunistas